Autor Tópico: Arquivos do Samba? (Partição)  (Lida 1357 vezes)

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.875
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #15 Online: 18 de Dezembro de 2016, 13:50 »
Apenas complementando, faz tempo que não acompanho isso mais de perto, porém o R-Studio possuia a possibilidade de experimentar o software (ainda sem comprar) e avaliar a taxa de recuperação para decidir se compensava comprar ou não. Verifique de forma mais extensiva o site deles se ainda há algo nesse sentido. Ele é bastante efetivo e relativamente fácil de usar.
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline Joerbeth

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 28
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #16 Online: 18 de Dezembro de 2016, 14:04 »
sei, mais esse R-Studio ele é melhor que o testdisk? e ou, na recuperação, ele tras os arquivos no com sua nomeclatura de criação?

obs: foi excluido as partições, todas,  e após, instalado o windows..

grato

Joerbeth

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.875
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #17 Online: 18 de Dezembro de 2016, 14:26 »
Então, Joerbeth,

O que é possível fazer depende do caso concreto da situação do seu disco e o que você já fez (ou estragou) nele.

Avalie você mesmo, como dito, pesquise no site indicado, de fato há uma possibilidade de avaliação preliminar:

Está literalmente dito lá:

"Demo Mode allows you to evaluate R-Studio for Linux for free. R-Studio Demo Mode is limited to files smaller than 256 KB in Demo Mode. You can, however, preview supported files that are larger than 256 KB by double-clicking it. This allows you to predict your chances for successful recovery before purchasing an R-Studio for Linux license. "

Assim sendo, é só baixar e experimentar para ver o que dá.

Note que também como já alertado, consta expressamente naquele site:

Please never install any application, save image file, write any information or recover deleted files on the same logical disk where the deleted files are located.

http://www.r-studio.com/data_recovery_linux/Download.shtml

www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline zekkerj

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18.583
  • Gratidão gera gratidão, lamúria gera lamúria...
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #18 Online: 18 de Dezembro de 2016, 14:38 »
Uma boa ideia é pegar um segundo disco, vazio, e copiar tudo que achar pra esse novo disco, de repente até as imagens das partições. Quanto menos mexer nessas imagens, melhor.
Pesquise antes de perguntar, sua dúvida pode já ter sido respondida.
Não respondo dúvidas por MP, coloque sua dúvida no fórum onde ela pode ser pesquisada pelos seus colegas!
Não venha ao fórum apenas para perguntar. Se você sabe a resposta de um problema, porque não ajudar seu colega? ;D

Offline Joerbeth

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 28
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #19 Online: 18 de Dezembro de 2016, 15:39 »
bom, estive vendo o r-studio, e ele me tras a mesma arquitetura de salvar arquivos igual ao Mini Tools, esse é já usei, e teoricamente, salvo os arquivos, mais ele me trás file1, file2, file3.etc, e como são milhares de arquivos, vai ficar muito complicado abir um a um e ver quem é quem (não estou dizendo que é dificil ou impossível, só que requer tempo de todos os uauários envolvidos).

Seria muito bom mesmo, se conseguisse pelo textdisk, pois ele tras justamente os nomes criados dos seus respectivos arquivos.

Problema é que , quando termina de rodar o textdisk, ele me mostra supsosta partição e tudo, na hora que coloco o "T" mais mostrar e corrigir o tipo de arquivo real (83-linux), quando volto, ele diz que nao tem mais arquivo, e quando teclo "q" ele volta de novo para o Analyser, e ai vai mais 1:30...

Obs.: caso eu consiga recuperar todas as partições, ele iniciaria com o linux dele mesmo?

grato

Joerbeth

Offline Joerbeth

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 28
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #20 Online: 18 de Dezembro de 2016, 15:42 »
Outra coisa, onde tem a partição com o nome do comparlhamento (servidor nbdl) não quer dizer que necessariamente os arquivos estejam lá?

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.875
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #21 Online: 18 de Dezembro de 2016, 17:28 »
Obs.: caso eu consiga recuperar todas as partições, ele iniciaria com o linux dele mesmo?

Veja Joerbeth,


É um absurdo conceitual pensar nesses termos, isso jamais deveria ser sequer considerado.
O que faz retornar à situação anterior atende pelo nome de backup e não recuperação de dados.

O que se procura numa recuperação de dados é exatamente isso, salvar dados que são únicos e que não poderiam ser recuperados por outros meios ou é uma atividade forense.

O objetivo de uma recuperação de dados não é ter uma menor quantidade de trabalho.

Apenas para ilustrar o raciocínio, por analogia, se perco uma fotografia de uma criança tirada no exato momento do nascimento, esse registro é único e obviamente não poderá ser obtido por outro meio, já que conforme as leis da natureza conhecida, aquele momento jamais retornará para que a operação possa ser executada novamente, aquela específica criança não será parida novamente para se repetir o registro fotográfico.

O mesmo raciocínio se poderia aplicar a uma série de outros registros, tais como fotos, textos autorais, registros de transações e por aí vai.

Isso é absolutamente diferente de perder uma simples configuração de sistema ou de aplicativos instalados. Isso pode ser trabalhoso, mas é plenamente possível de ser refeito, vai se gastar mais horas ou menos horas, mas pode ser refeito, já que se trata de processo possível de ser repetido, bastando o conhecimento.

Caso esse sistema que você pretende recuperar pertença a uma empresa e seja essencial as suas operações de negócios, recomendo fortemente que procure ajuda especializada. Coloque no google hd recuperação e surgirá uma lista imensa de prestadores de serviços nessa particular ramo técnico. A questão de custos é sempre relativa a custo-benefício.

Certa feita, em uma determinada empresa, ocorreu um problema totalmente imprevisto com uma importante unidade de disco num determinado contexto. Os dados eram essenciais e valiosos. Enviamos aos USA através de um portador que se deslocou para lá especialmente para esse fim levando consigo o hd, para um serviço especializado de recuperação de dados, custou à época algo como 75.000 dólares o serviço prestado pelo próprio fabricante do disco, que naquela ocasião achamos extremamente barato dada a importância do que se queria recuperar. Evidentemente que a empresa proprietária do disco tinha um faturamento na casa dos milhões de dólares e de fato aquela quantia era considerada uma ninharia. Apenas estou relatando essa experiência pessoal para demonstrar que essas questões sempre são relativas em um determinado contexto.

À propósito, se for de fato de vital importância, recomendo o serviço de recuperação de dados da Seagate norte-americana. Não sei como anda isso hoje, antigamente o serviço começava em US$ 5.000, mas parece que agora também estão no ramo dos celulares, não tenho informação recente à respeito, só mesmo consultando.

Existem várias opções interessantes que podem ser contratadas, não apenas para resolver um problema, mas para segurança futura.

http://www.seagate.com/br/pt/services-software/recover/in-lab-recovery/


« Última modificação: 18 de Dezembro de 2016, 17:29 por druidaobelix »
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline Joerbeth

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 28
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #22 Online: 18 de Dezembro de 2016, 17:50 »
Concordo com você, mais existem situações e situações,  no meu caso, como já foi visto e relatado aqui, aparentemente e teoricamente foi e é possível recuperar os arquivos, portanto, a questão de dólares para esse caso é descartada...

Sobre as duvidas que tenho com relação a esse caso de recuperação, pensei que alguém aqui já terai por ventura passado pela mesma situação ou semelhante, visto que as minhas duvidas são relacionadas com as ferramentas que rodam no SO

É claro que para evitar tudo isso, seria a questão de backup´s, mais nem sempre as coisas saem como imaginamos, nesse caso, o backup estava sendo de enfeite, ou seja, de aparência.

Por exemplo, fiz algumas perguntas;

1-após formatar o hd que tinha o linux, e instalado o Windows, é possível voltar as partições e até iniciar o linux novamente?
2-quando tento corrigir o tipo de arquivo com T, e volta a partição diz que não pode ser salva?
3-a mesma partição que tem um arquivo com o nome do compartilhamento dos arquivos que eram mostrados no windows, poderia ser sempre a mesma partição que contem os arqvuivos?
4-essa é nova: tem como saber através do nome de compartilhamento onde está montada a partição dos aquivos?
etc.

Não estou dizendo aqui, que você ou outro membro tem obrigação de responder alguma pergunta, sabendo como se resolve ou não, isso vai de cada um.

O testdisk, trás os nomes corretos dos arquivos, acabe de salvar um outro hd aqui de outro cliente, no windows e tudo traquilo, mais quando coloca esse outro hd que tinha o Linux, ele não me tras esses arquivos, não consigo visualizar nemhum, não sei porque?!

Por fim amigo, estou sim com esse problema mais se DEUS quiser vou conseguir solucionar, estou pesquisando desde de ontem varias questões, e algumas dessas duvidas que coloquei acima, não tras naa concreto, somente recuperando partição.

Obs.: Eu tinha parado um tempo com o linux, sou iniciante mais procuro sempre melhorar, agora voltei com a ajuda desse problema...rs

Agradeço a paciencia de vocês e ajuda prestada

Grato

Joerbeth

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.875
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #23 Online: 18 de Dezembro de 2016, 18:27 »
Então, Joerbeth,

Note que softwares do tipo Testdisk são bypass ao sistema operacional, não enxergam o filesystem, mas sim  acesso direto ao disco.

Se apago uma partição e em seguida recupero é possível que tudo funcione, porém se além de apagar instalei um outro sistema sobrescrevendo aquele existente, só mesmo com muita sorte, mas bota muita nisso, para que tudo volte a funcionar como antes.

Além de tudo seria contraproducente, porque você nunca iria ter a certeza absoluta que tais e quais pedaços de arquivos foram ou não sobrescritos, o que poderia vir a ocasionar falhas futuras, portanto, a regra não é essa e sim recuperar o que precisa recuperar para um local seguro e então reinstalar o sistema.

www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.875
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #24 Online: 18 de Dezembro de 2016, 18:35 »
Em complemnto, se vai mesmo fazer, então comece da forma certa, use o dd para fazer uma cópia binária desse disco para um outro disco.
Nessa cópia binária, exatamente por ser uma cópia e não o original, você poderá livremente e sem maiores consequências experimentar o que quiser.
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline Joerbeth

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 28
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #25 Online: 18 de Dezembro de 2016, 18:39 »
Ok ok, bypass, acesso direto ao disco, disso que precisava para ter uma ideia do que procurar sobre softwares...

Bom, através da imagem onde postei que tras as partições do LInux, pode ser que os arquivos do sambam estejam repartidos entre elas? tem como saber onde esses arquivos estão?, digo isso, porque quando rodei o Mini Tools, a unica partição que usei que me trouxe teoricamente os arquivos, era essa em questão

está em 80% aqui novamente, depois de três tentativas do testdisk, pois , naõ sei porque sempre ele saia todo quando teclava "q", agora como sei qual a partição que desejo tentar recuperar, vou nela direto tentar o write... depois disso, com fdisk -l já me mostra essa unidade ? e para ter acesso aos arquivos tenho que montar correto?

obrigado querido pela ajuda;



 

Offline Joerbeth

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 28
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #26 Online: 18 de Dezembro de 2016, 18:41 »
kkkkkk, ok , vou fazer o "dd".rs

pesquisando..rs

eita Deus


Offline Joerbeth

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 28
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #27 Online: 18 de Dezembro de 2016, 18:45 »
seria isso:

dd if=/dev/hda of=/dev/hdd

logico que com o outro hd vazio na maquina

?

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.875
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #28 Online: 18 de Dezembro de 2016, 19:31 »
É isso aí, de forma ampla, só para memorizar o conceito:

dd if=origem of=destino

No caso origem é o disco "avariado" que se quer copiar, monte ele apenas ro (read only).

Destino é o disco para o qual vai se fazer uma cópia binária. Deixe ele **desmontado**

Muito cuidado, não erre as letras de designação de origem e de destino, pois aí o desastre será final e fatal.

Antes de mais nada use o fdisk -l  para saber com certeza quem é quem.
Um simples pendrive presente no sistema pode mudar a designação dos discos, então verifique sempre.

Um pouco de história para quem gosta de história:

O dd é um clássico do Linux e é capaz de fazer uma cópia binária, o que significa uma cópia de baixo nível, isto é, bit a bit.
Quando se quer uma cópia realmente fiel ele é a melhor escolha.

Esse simples e estranho nome do programa dd originalmente significa "Data Definition", a partir de uma determinada linguagem de programação da IBM, chamada JCL (Job Control Language), só que com o tempo acabou incorporando a ideia de que dd significa na verdade "Destruidor de Discos" (Destroyer of Disks), porque se não prestar muita atenção no que é origem e no que é destino, vai mesmo acabar destruindo tudo o que há de dados no disco.

Então a "moral" da história é essa: ao usar o dd fique absolutamente "esperto" ao definir quem é quem. Nada de fazer isso com sonolência, conversando, sem prestar atenção.

« Última modificação: 18 de Dezembro de 2016, 19:35 por druidaobelix »
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline Joerbeth

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 28
    • Ver perfil
Re:Arquivos do Samba? (Partição)
« Resposta #29 Online: 18 de Dezembro de 2016, 20:49 »
ok, ainda penando aqui....