Autor Tópico: Preparando novos usuários para o Software Livre  (Lida 4239 vezes)

Offline Warhead

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 150
  • Ubuntu - Ultimate Edition
    • Ver perfil
Preparando novos usuários para o Software Livre
« Online: 14 de Maio de 2011, 22:02 »
Saudações.

Faz algum tempo que iniciei aqui uma discussão a respeito de como convencer pessoas a instalar Ubuntu em suas máquinas.
Agora quero dar depoimento sobre minhas experiências de pós instalação.
Ao mostrar para os usuários de "Janelas" os efeitos do Compiz, a beleza da inicialização pelo Plymouth e seus temas animados, falar e provar a segurança e estabilidade do Ubuntu, temos então, um usuário boquiaberto e a autorização de instalar o GNU/Linux.
Mas e agora? O que mais podemos/devemos oferecer? E como responder aos anseios do recém iniciado em Ubuntu?
Estas são algumas das questões com as quais me deparei ao me engajar na luta pela divulgação e expansão do uso do software livre.
Ao instalarmos o nosso próprio Sistema, na máquina que vamos usar em proveito pessoal, parece que tudo está lá ao nosso dispor, fácil, rápido e divertido. Basta um “sudo apt-get” aqui, um “make install” alí e o Ubuntu está completo. Para a segurança, criamos senha root, ativamos o firewall favorito e uma conta usuário para brincar sem medo. Agora algumas horas configurando e instalando temas, sombras e efeitos...pronto tudo bonito e funcional. Temos a receita toda pronta das aplicações que nos servem melhor, seu navegador, seu mensageiro, multimídia e por aí vai.
Mas...falando em instalação para terceiros...como determinar o gosto e as reais necessidades de outra pessoa? Como saber o que vai tornar a experiência de usuário agradável para o destinatário? Este é o primeiro ponto de discussão que quero levantar.
Depois vem as dúvidas do próprio usuário, que vai se deparar com um Sistema Operacional novo e para o qual nunca foi treinado:
-Como faço para “pegar fogo” nas janelas? -E esta atualização que está pedindo aqui? -O que é mesmo o tal kernel? -Porque não tem lixeira na área de trabalho? E mais uma infinidade de perguntas básicas que mostram a pouca familiaridade com o ambiente virtual.
Bem agora que expus as dificuldades, vou começar a dar minha contribuição de como dar suporte aos iniciantes:
Primeiro temos que nos conscientizar de que somos responsáveis pelo trabalho que começamos ao instalar um Sistema Operacional.
Cada usuário que inserimos no mundo GNU/Linux vai se tornar dependente dos nossos serviços.
Sim, vai ser trabalhoso incutir a cultura do Software Livre em pessoas vindas de um sistema sem alternativas de personalização, que oferece aplicações pagas e portanto com suporte profissional e que tem uma infinidade de pseudo-técnicos prontos para fazer caquinha a um preço módico.
Transformar usuários preguiçosos, acostumados a engolir coisas mastigadas por outra pessoa, em administradores do Sistema, verdadeiros senhores de seus equipamentos, vai exigir paciência e boa vontade de todos nós, entusiastas do Software Livre.
Ao instalar um Sistema novo em um computador para outra pessoa, devemos disponibilizar a maior quantidade possível de alternativas, mesmo que deixando aplicações redundantes. Melhor ter a possibilidade de escolher entre quatro navegadores de internet do que ficar preso a um único, instalado por padrão.
Depois, e aí estará o maior segredo, devemos dar suporte e ensinar o que o usuário desejar saber. Em geral coisas básicas, que fazemos no “automático”, mas que são segredos profundos para um iniciante.
É importante ir introduzindo a cultura de estudar o Sistema, buscar informação e aprender a solucionar os problemas por conta própria, mas isto se dará aos poucos e por etapas. Com o tempo o usuário fica seguro adquire segurança e conhecimento e se tudo der certo, vai indicar GNU/Linux para mais pessoas e o trabalho recomeça.
Acredito que o GNU/Linux, em especial Ubuntu, tem grande potencial para tomar mais espaço no mercado de computadores pessoais, mas é necessário que se rompa a cultura do “faz pra mim”, que a M$ criou e que colocou uma geração de usuários de informática na condição de meros dependentes tecnológicos.
Claro que sempre teremos aqueles que não sabem e nem querem saber. Pessoas que apenas pretendem trocar e-mails e ouvir músicas em seus computadores, sem se importar como aquilo funciona. Neste caso, basta mostrar o GNU/Linux, explicar sua facilidade, segurança, deixar o máximo de aplicações préviamente instaladas e, de preferência, já configurar as “firulas” básicas e um tema agradável para que este usuário não tenha do que se queixar. Assim teremos alguém com pouco conhecimento em informática que vai ser feliz no Software Livre e será importante para promover a “causa”.
Acima descreví minha experiência com a introdução de novos usuários no mundo GNU/Linux. Sei que não sou nenhum revolucionário no assunto, mas como todos os demais, estou fazendo a minha parte para deixar o mundo computacional mais próximo da liberdade, onde pessoas tenham controle do equipamento, de suas reações, da estética do ambiente de trabalho e a possibilidade de escolher o que é melhor para cada um seja um direito pessoal e intransferível.
Espero que dentro de pouco tempo tenhamos uma quantidade maior de usuários com conhecimento, vontade e capacitação para promover a cultura do Software Livre.

Boa sorte para todos.
 
Você será tudo aquilo que acreditar ser.

Paulo Correa

  • Visitante
Re: Preparando novos usuários para o Software Livre
« Resposta #1 Online: 15 de Maio de 2011, 08:50 »
Parabéns pelo texto warhead.
Aqui onde moro em uma pequena cidade do interior do estado do Pará, também tento fazer as pessoas verem todas essas vantagens de usar o ubuntu, ou outra distro GNU/Linux.
Não tenho um vasto conhecimento em software livre apenas o que aprendi e aprendo como autodidata, estudando matérias, artigos, tutoriais, livros online e recebendo o incentivo do pessoal dos fóruns linux que participo, que ajudam muito o usuário comum.
Enfim, se existissem mais pessoas como você, como os desenvolvedores que oferecem o seu valioso tempo para criar um SO livre de chaves, product keys, com certeza mais pessoas já teriam aberto mais portas para o software livre em vez de "janelas".
E peço a sua autorização para copiar esse texto no meu blog.

Parabéns!

Não basta conquistar o conhecimento, é preciso compartilhá-lo. (Frase adaptada da frase original de Cícero)
« Última modificação: 15 de Maio de 2011, 08:56 por Paulo Correa »

Offline RonaldoRG

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 659
    • Ver perfil
    • Twitter: @rafas_andrade
Re: Preparando novos usuários para o Software Livre
« Resposta #2 Online: 15 de Maio de 2011, 11:09 »
Muito bom a sua explanação Warhead.

Eu também já instalei o Ubuntu em um computador de uma amiga e entreguei pronto pra usar, e ela só usa o Ubuntu mesmo tendo o windows 7 em dual boot.

O que falta pra ajudar as pessoas a utilizarem o Linux é o suporte, principalmente na parte de instalação e configuração inicial, pois os cursos de informática que têm na verdade são cursos de windows e quando adquirimos um computador o windows já vem instalado e configurado pra ser utilizado, ao contrário do Linux que tem que ser instalado do zero, mexendo com partições, coisas que para muitos que não sabem nem instalar programas vão ter dificuldades.

Parabéns pela iniciativa.
T+.

Ubuntu 12.04

Offline Warhead

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 150
  • Ubuntu - Ultimate Edition
    • Ver perfil
Re: Preparando novos usuários para o Software Livre
« Resposta #3 Online: 15 de Maio de 2011, 11:50 »
Saudações.

Agradeço o incentivo dos amigos.
Todo o conteúdo do texto acima está dispinível para uso da comunidade.
Paulo Correa, fique à vontade para postar o meu relato em seu blog, espero que seja de alguma utilidade.
Quanto a falta de suporte, o que podemos fazer, acredito eu, é manter o trabalho voluntário de auxílio para os que chegam.
Pode parecer amador em um primeiro momento, mas acaba dando um sentimento de companheirismo entre os Linuxers. E isto é que forma esta comunidade tão ativa e compromissada.
Afinal, como dito por Benjamin Franklin:
"Um homem apenas, por vontade, faz mais que dez, por dever."

Boa sorte para todos.
Você será tudo aquilo que acreditar ser.

lcquerido

  • Visitante
Re: Preparando novos usuários para o Software Livre
« Resposta #4 Online: 17 de Maio de 2011, 14:34 »
Indiquei um NOtebook com Mandriva à um amigo que não tem conhecimentos e informática e que usará o PC para estudar e tarefas do dia a dia. Chegou hoje todo orgulhoso e pediu para eu ajudá-lo pois não conseguia "ligá-lo".

Liguei o mesmo, aguardei um certo tempo (achei que demorou pacas) e depois de não fazer nada, apertei ESC para ver o caregamento no modo texto. Deus uns dois itens falhs e apareceu a tela de logon. Pediu a senha de root que estava vazia. Solicitei à ele uma senha que ele não esquecesse e após mais um tempinho, entrou, com o login "usuario". Certo, vamos ver que bixo é esse. Canto inferior direito, Mandriva, KDE 4.2 (acho, estou colocando o que eu me lembro mais ou menos). Vamos ver o que vem...Pacote completo de software, jogos (muitos).

A pergunta seguinte dele: E agora?
Eu:Vai fuçando (tinha que trabalhar)

Depois de pensar um pouco, encntrei com ele e dei as lições de casa pois quando a gente já usa o pC por mais de 15 anos, nem lembra mais o que se deve aprender primeiro. Mas veio a intuição. Primeiro você tem que aprender a operar a máquina, saber entrar e sair de um menu, atalho, programa,etc. Depois leia o manual que veio com o PC e está na tela (muito bom por sinal). Depois leia o outro manual sobre os programas instalados (jogada de mestre da Mandriva). Um manual em forma de lista com cada programa util instalado, Openoffice, Gimp, Firefox, etc.

Depois aprenda a fazer coisas básicas que são: copiar arquivos de um lugar para outro, copiar um pendrive e para o pendrive, etc. Amanhã trarei para ele uns mp3 e filmes que tenho para ele se acostumar com as interfaces dos programas.

Detalhe: Quando chegou ele perguntou se veio com windows. Quase disse que não, veio com Lilnux, mas resolvi ser mais cuidadoso e dizer que veio com um sistema muito parecido com o Windows e que faz tudo o que ele faz.

É isso.