Autor Tópico: Feisty x Gutsy  (Lida 28512 vezes)

Offline DimeDesign

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 43
  • Ubuntusaurus Iniciantis
    • Ver perfil
Feisty x Gutsy
« Online: 09 de Novembro de 2007, 16:03 »
Saudaçôes a todos!

Primeiramente gostaria de fazer um breve relato de como cheguei até aqui.

Eu comecei a utilizar Linux a pouco mais de 2 ou 3 meses, sendo que já utilizo
computador a mais de 10 anos, porém sou apenas um usuário mediano e não trabalho
com informática nem nunca trabalhei, apenas gosto e faço uso do computador como
qualquer usuário simples. Porém como a grande maioria sempre utilizei windows e
não conhecia de perto outros sistemas, apenas ouvia falar e sinceramente nunca
passou pela minha cabeça  sequer experimentar outro SO.

Foi então que resolvi experimentar o OpenSuse 10.2, utilizei o liveCD e gostei.
Por isso decidi experimentar o Ubuntu 7.04. Coloquei o liveCD e fiquei muito impressionado.
Reconheceu todo meu hardware e não tive nenhum problema para configurar.
Quando resolvi instalar no hd, também foi uma grata surpresa, muito rápido, "inteligente"
, fiquei um pouco confuso na hora de particonar mas ao ler as telas de ajuda, logo
entendi como funciona e fiz de acordo com meu gosto. O legal é que enquanto o sistema
estava sendo instalado eu podia navegar com o Firefox. Não sei se as outras distros
são assim também pois o OpenSuse eu não instalei, apenas testei o LiveCD.
Nem percebi na verdade quanto tempo demorou a intalação, creio que menos de meia-hora. Pediu para
reiniciar, e o Ubuntu estava como primeira opção, e como minha esposa e meu filho
também utilizam o meu micro, precisava que o windows fosse a primeira opção do boot.
Pesquisei um pouco e logo descobri como fazer isso, pois tem muita gente disposta a ajudar,
(com excessão dos fanáticos) que não fazem questão nenhuma de facilitar e quando respondem
nossas questões fazem de uma maneira que um iniciante jamais entenderá, julgando que todos
que querem experimentar devem aprender a programar, não utilizar interface gráfica, etc.

Bom mas isso é uma outra história e não estou aqui para botar mais lenha nessa fogueira,
este assunto não me interessa. Quero "apenas usar" só isso. Acontece que conforme ia
utilizando o Ubuntu fui ficando cada vez mais emplgado, e quiz fazer o compiz-fusion
funcionar, tentei 4 vezes (quatro reinstalações), até que consegui. Apanhei para conseguir
assistir DVDs, ouvir rádio via internet, mas como disse pesquisando e contando com ajuda
dos amigos deste e de outros foruns, eu deixei o sistema do jeito que eu queria.
Atualmente meu Ubuntu roda na seguinte configuração: Sempron 3000+ /ECS 741 GXM/768 ram/ HD
Seagate Barracuda (60 gb Win/20 gb Ubuntu)/SBLive!/gForce FX5200 128 mb-64bits/Vantec 350Wt/DVD Ram LG/
Monitor Proview 17 lcd /Speedy. Eu gosto de desenhar mas não trabalho no ramo e sou curioso do coreldraw.
Estou aprendendo a utilizar o Inkscape e o Gimp (ambos muito bons). Até postei alguns desenhos meus aqui no forum: http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,27671.0.html


Bom acontece que eu "pensei" que como o sistema estava "rendondinho" com o Feisty, ao fazer upgrade
para o Gutsy continuaria bom. Fiz upgrade (via CD) e não deu certo. Tentei corrigir os erros que
se apresentaram no meu caso mas não consegui. Pesquisei bastante mas infelizmente não deu certo.
Então tentei instalação limpa. Também não me dei bem (fiz os testes no cd) e resultou OK.
Tentei mais uma vez corrigir os problemas, pesquisei, insisti mas não consegui.
Tive problemas com a placa de vídeo, nada de compiz, som baixo, dificuldade com Speedy. Alguns
dos problemas consegui resolver mas não estava contente pois no Feisty estava tudo absolutamente OK.
Meu sistema estava redondinho.

Eu vi em vários locais, aqui no forum inclusive, vários relatos sobre o Gutsy alguns positivos e outros
nem tanto. Mesmo assim resolvi experimentar e fui infeliz.
Na minha humilde opinião de usuário, o Feisty é melhor. Bati cabeça para deixar o "danado" do jeito
que eu queria mas consegui. Com o Gutsy foi outra empreitada mas não consegui.

Não tenho a menor pretensão de julgar o Gutsy, mas lamentavelmente no meu caso foi desastroso.
Acreditei que não teria tantos problemas já que o Feisty estava em ordem, mas....


Em resumo: gostaria de deixar aqui apenas o meu relato pessoal, já que tem muita gente falando mau do
Gutsy, mas tenho certeza que trata-se de uma questão de tempo até o sistema ficar ótimo.
Instalei novamete o Feisty e estou muito feliz. Claro que não posso ficar com ele eternamente mas por
enquanto estou bastante satisfeito.
E para aquelas pessoas que não tiveram problemas com Gutsy, trata-se de mais uma prova de que o
sistema é bom, do contrário a grande maioria estaria reclamando dos bugs.

Mais uma vez quero deixar claro que não tenho pretensão de difamar o Gutsy, mesmo por que não tenho
experiência nem capacidade para julgar o sistema. Creio que cada caso deve ser analisado separadamente.

No meu caso, digo que o Feisty é melhor!


Abraço a todos!

DimeDesign



- Tentando evoluir para Ubuntusaurus Rex -
Semprom 3000+ ECS 741 - 1.5 gb - Barracuda 80 gb -X1650pro 512mb/128bits - - DVD LG - SBLive+ - LCD 17".

Offline pinduvoz

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.494
    • Ver perfil
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #1 Online: 09 de Novembro de 2007, 17:48 »
Eu já disse isto aqui e vou repetir: quanto mais novos os pacotes utilizados pela distro, maior a possibilidade de problemas com o hardware mais antigo.

E, para mim, é isto que está acontecendo com o Gutsy, especialmente por conta do novo Xorg e do Compiz.
:: Linux Registered User nº 439378 ::

Offline ucastrobr

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 693
  • Usa Ubuntu 11.10 (Oneiric Ocelot)
    • Ver perfil
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #2 Online: 09 de Novembro de 2007, 21:51 »
É a mania do pessoal fazer upgrade. Já disse que o melhor metodo sempre será instalação limpa, baixa a iso no site da ubuntu e depois queima num cd e instala do zero é lógico faz backup de seus dados que espero que esteja organizado em pasta nomeadas. Embora o mais recomendado seja uma partição separada somente para seus dados assim quando desinstalar o ubuntu não removerá  a partição separada com suas músicas, vídeos, planilhas, pdfs...somente removerá o sistema.
Importante fazer o backup de alguns arquivos importantes mesmo que não queira atualizar o sistema  deste modo você previne falhas afinal se acontecer um "pepino" bastará recuperar o arquivo original.

Primeiro backup de seus arquivos ocultos da pasta pessoal. Vá em "Locais"->"Pasta Pessoal" e depois ctrl+h e você conseguirá visualizar as pastas ocultas, depois um ctrl+c e ctrl+v para copiar todas as pastas ocultas e salvar em uma pasta que você criará e deixe junto com seus dados. Na pasta pessoal tem a configuração de diversos aplicativos por exemplo se usa wine de todos os programas instalados nele estará na pasta wine. Se um dia você quiser reinstalar o sistema se tiver feito backup da pasta wine, só precisará reinstalar o wine via synaptic e depois colar novamente a pasta wine em sua nova pasta pessoal. (Só não esqueça de nomeá-la como .wine, visto que o ponto deixa ela oculta) Assim terá todos o programas que você tinha originalmente no wine ex:jogos, winrar, sei-lá-o-que-mais..

 Também é bom ter um backup do xorg caso você tenha que restaurar alguma coisa. Abra um terminal (para isso vá em Aplicações> Acessórios> Terminal) e digite o seguinte comando para fazermos um backup de segurança:

 sudo cp /etc/X11/xorg.conf /etc/X11/xorg.conf_backup

Depois Vá em "Locais"->"Computador"->"Sistema de Arquivos"->entre na pasta "etc" depois na pasta "X11" e no arquivo "xorg.conf.backup" cole ele na pasta de dados. (ctrl+c e ctrl+v)

Bom fazer um backup do fstab (O arquivo é lido na inicialização do sistema e é quem diz ao sistema o que montar, onde montar e os parâmetros de montagem.
Outras utilizações do FSTAB é a de definir quem pode montar drives (fd0, cdrom) e facilitar a montagem de drives mapeados ou de outras partições no disco).
sudo cp /etc/fstab /etc/fstab.backup
Depois Vá em "Locais"->"Computador"->"Sistema de Arquivos"->entre na pasta "etc" depois na pasta "fstab" e
procure pelo arquivo de backup do fstab e cole ele na pasta de dados.

Eu sempre copio também para a minha partição separada de dados a pasta "boot" onde tem arquivos importantes que carregam na iniçialização do sistema além do grub.

Opcional backup é do  sources.list (repositório para downloads)  abra um terminal (para isso vá em Aplicações> Acessórios> Terminal) e digite o seguinte comando para fazermos um backup de segurança:
sudo cp /etc/apt/sources.list /etc/apt/sources.list_backup

Depois Vá em "Locais"->"Computador"->"Sistema de Arquivos"->entre na pasta "etc" depois na pasta "apt" e procure pelo arquivo de backup do sources.list e cole ele na pasta de dados.

No caso de um crash no seu sistema, não consegue acessá-lo, poderá consertá-lo se tiver o live-cd do ubuntu.
Rode o live-cd depois entre em"Sistema"->"Administração"->"qparted" clique nele para enxergar seu
ubuntu com problema. Depois vá em "Locais"->"Computador"->clique nas
partições disponíveis que criará um atalho tipo íconezinho de hd na
área de trabalho.
Daí é só navegar em seu sistema antigo e se tiver o backup em outra pasta copiar o original onde tiver problema.

 

« Última modificação: 09 de Novembro de 2007, 22:12 por ucastrobr »
Spock – "After a time, you may find that having is not so pleasing a thing, after all, as wanting. It is not logical, but it is often true."
("Depois um de tempo você vai perceber que ter algo pode não ser tão prazeroso quanto deseja-lo. Isto não é lógico, mas frequentemente é verdade.")

Offline rjbgbo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3.889
  • Xubuntu 18.04LTS
    • Ver perfil
    • Twitter
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #3 Online: 09 de Novembro de 2007, 22:54 »
Eu já disse isto aqui e vou repetir: quanto mais novos os pacotes utilizados pela distro, maior a possibilidade de problemas com o hardware mais antigo.

E, para mim, é isto que está acontecendo com o Gutsy, especialmente por conta do novo Xorg e do Compiz.

Engraçado André, pensei que isso se desse ao contrário.

Por favor nos explique melhor.
Linux User #440843 | Ubuntu User #11469

Offline pinduvoz

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.494
    • Ver perfil
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #4 Online: 09 de Novembro de 2007, 23:27 »
É muito simples: os pacotes mais novos "cortam" parte do suporte ao hardware antigo para incluir suporte ao hardware "novo". É a mesma tendência encontrada no "Vista", que só roda bem em processadores de 2 GHz ou mais e "precisa" (e como precisa!) de pelo menos 1 GB de RAM, sem falar em uma boa placa de vídeo.

Então, enquanto o Linux avança (e tem avançado muito), o hardware antigo sofre as conseqüências.

Vou aqui usar a minha máquina de casa como exemplo, ou seja, um Pentium 4, 2.4 GHz, soquete 478, Placa Asus P4VP-MX, 1 GB de RAM DDR, Nvidia GF 4 440-SE, com 64 MB. Rodava tudo bem até o Feisty e com o Gutsy precisei de um upgrade na placa de vídeo, passando para uma GF 6200 LE, com 256 MB. Notei, ainda, que a velocidade ou esperteza do Ubuntu vem se reduzindo na máquina citada desde o Dapper, ou seja, passando de "D", para "E", para "F" e agora para "G", meu PC de casa ainda funciona bem, mas foi ficando mais lento nas respostas.
 
Meu "hardware" não é novo, mas está na média do ainda ativo, sem falar que é suficiente para o meu uso (escrever, internet + e-mail e multimídia básica). Já aqueles que estão abaixo da média, vão sofrer.
:: Linux Registered User nº 439378 ::

Offline DimeDesign

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 43
  • Ubuntusaurus Iniciantis
    • Ver perfil
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #5 Online: 10 de Novembro de 2007, 08:18 »
Eu experimentei o vista home premium.
Rodou bem até, com todas as opções do aero habilitadas.
O sistema deu nota 3 para meu hardware!
Como meu filho joga muito, coloquei o xp novamente pois para os jogos que ele tem e gosta o vista não serve.
A julgar pelo vista, o Gutsy exige "beeem" menos hardware, então "achei" que não teria problemas.
Quanto aos backups, tenho meus aquivos importantes gravados em dvds.

Como disse, mesmo com instalação limpa, tive problemas. E no "meu caso" não funcionou a contento.

O fato de ser iniciante e inexperiente só serviu para que eu aprendesse mais. Estou inciando no Linux e tomo essa minha experiência de ugpgrade como mais uma etapa em minha curva de aprendizado.

Se quiser evoluir para "Ubuntusaurus Rex", ainda tenho muito que aprender. Por isso estou aqui.

Agradeço a contribuição dos amigos.

DimeDesign

- Tentando evoluir para Ubuntusaurus Rex -
Semprom 3000+ ECS 741 - 1.5 gb - Barracuda 80 gb -X1650pro 512mb/128bits - - DVD LG - SBLive+ - LCD 17".

Offline Jimi Hendrix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 51
  • Voodoo Child ( Slight Return )
    • Ver perfil
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #6 Online: 10 de Novembro de 2007, 08:57 »
Mas aí é que reside o problema senhores, como pode uma distribuição do porte do Ubuntu não suportar hardware antigo e os seus repositórios só durarem 18 meses após o lançamento de cada distribuição? na minha opinião é inconcebível que isso aconteça, o time da Canonical deveria rever melhor essa estratégia, e fazer uma distribuição voltada para o Hardware antigo e mediano, pois eles deveriam saber que nem todas as pessoas possuem recursos para atualizar hardware com certa frequência, muitos ainda usam Windows 98 com internet discada e o Ubuntu 7.04 sequer veio com o Gnome PPP instalado, os outros programas que vieram com o 7.04 são muito bons realmente e bate de 10 a 0 em qualquer distribuição Windows na minha opinião, isso eu fiquei muito satisfeito, pois quando comprei meu primeio PC à 7 anos atrás, um K6-2 de 400 Mhz com 32 MB de RAM veio com Windows 98 SE e mais nada, tive que instalar um monte de programas piratas para deixá-lo ao menos funcional.
O Xubuntu que todos dizem ser para PC's com poucos recursos não funcionou com a devida velocidade que eu esperava para uma distribuição voltada para PC's com hardware limitado, eu uso o Xubuntu e gosto muito dele mas afirmar que ele é para PC's antigos não é verdade, há a distribuição Slax, essa pelo que vi é para Pc's com poucos recursos, por que então não trabalhar à partir desta idéia? eu sei que o Hardware tem que evoluir pois senão estaríamos todos usando PC XT com 256 Kb de memória, mas da forma que está acontecendo ao invés de ter inclusão digital, haverá a exclusão da mesma, eu gostaria muito que a Canonical ou os seus colaboradores vissem este outro lado do tema, pois se o Ubuntu é um "Software para todos" ( humanidade a todos ) deveriam também olhar este lado, é claro que nem todos os fabricantes disponibilizam os drivers de seus softwares para Linux, temos que contar com a ajuda de quem consegue compilar drivers para hardware no Linux.
No mais era isto que eu queria escrever, não estou metendo o malho no Ubuntu ou na Canonical, afinal é difícil agradar a todos, ao menos eles tentaram e se deram muito bem até agora, com o Ubuntu, Kubuntu, Xubuntu e Edubuntu, e também deve ser difícil colocar um produto sob licença GPL e não ter lucros com isso, ainda por cima enviar os CD's para o restante do mundo gastando um dinheiro com o shipit, na minha opinião para ficar perfeito só faltava uma distribuição Ubuntu voltada para hardware antigo e mediano...
Are You Experienced?

Avatar removido pela equipe do fórum

Offline rjbgbo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3.889
  • Xubuntu 18.04LTS
    • Ver perfil
    • Twitter
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #7 Online: 10 de Novembro de 2007, 09:40 »
É muito simples: os pacotes mais novos "cortam" parte do suporte ao hardware antigo para incluir suporte ao hardware "novo". É a mesma tendência encontrada no "Vista", que só roda bem em processadores de 2 GHz ou mais e "precisa" (e como precisa!) de pelo menos 1 GB de RAM, sem falar em uma boa placa de vídeo.

Então, enquanto o Linux avança (e tem avançado muito), o hardware antigo sofre as conseqüências.

Vou aqui usar a minha máquina de casa como exemplo, ou seja, um Pentium 4, 2.4 GHz, soquete 478, Placa Asus P4VP-MX, 1 GB de RAM DDR, Nvidia GF 4 440-SE, com 64 MB. Rodava tudo bem até o Feisty e com o Gutsy precisei de um upgrade na placa de vídeo, passando para uma GF 6200 LE, com 256 MB. Notei, ainda, que a velocidade ou esperteza do Ubuntu vem se reduzindo na máquina citada desde o Dapper, ou seja, passando de "D", para "E", para "F" e agora para "G", meu PC de casa ainda funciona bem, mas foi ficando mais lento nas respostas.
 
Meu "hardware" não é novo, mas está na média do ainda ativo, sem falar que é suficiente para o meu uso (escrever, internet + e-mail e multimídia básica). Já aqueles que estão abaixo da média, vão sofrer.

Pois caro André, é como disse o Jimi Hendrix, é um tanto estranho isso.

Já rodei o Gutsy por aqui e ñ tive problema. Meu hardware é um P4 3.0 HT, soquete LGA777, 32bits, placa de vídeo: ATI x300 Radeon PCIE de 256MB (ainda me dando problema!), 1GB RAM, HD SATA, etc e tal.

Agora acho real/ isso muito, estranho, pois o Linux traz a fama de rodar bem em máaquinas antigas, tanto que existe GUI, indicadas p/ isso, como a XFCE.

Essa tá sendo uma característica do Ubuntu, ou também outras distros estão c/ essa característica?
Linux User #440843 | Ubuntu User #11469

Offline Jimi Hendrix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 51
  • Voodoo Child ( Slight Return )
    • Ver perfil
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #8 Online: 10 de Novembro de 2007, 10:39 »
rjgbo eu só escrevi isso pois eu gostaria muito que existisse uma distribuição da Canonical voltada para PC's antigos, porque ela fez um trabalho de divulgação muito bom do Linux, te digo isso pois conheço muitas pessoas que ainda possuem hardware antigo rodando o Windows 98 e o 2000, li no Viva o Linux que o Gnome roda com 128 MB de RAM e mais Swap, não roda com o desempenho satisfatório, fica muito lento, é claro que seria inconcebível rodar o Ubuntu em um Pentium II ou um K6-2 de 400 Mhz, daí seria necessário a Canonical fazer uma distro deste tipo, eu sei que tem o Slax, a Dizinha Linux mas não tem a total divulgação que um Ubuntu possui e se o tema é Linux para todos não deveria excluir quem tem PC antigo e usa internet discada, Eu possuo um Athlon 3000+ soquete 754 64 bits com 1 GB de RAM e disco rígido de 80 GB, eu não ponho minha assinatura com meu hardware por justamente respeitar esta questão, Linux é para todos e não para hardware potente...
Are You Experienced?

Avatar removido pela equipe do fórum

Offline pinduvoz

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.494
    • Ver perfil
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #9 Online: 10 de Novembro de 2007, 13:23 »
Ricardo, isso é geral, já que as últimas versões do OpenSuse, Mandriva e Fedora trazem o novo Xorg 1.3.0 e o Compiz-Fusion instalados por padrão, além do Gnome 2.20, exatamente como o Ubuntu Gutsy.

Mas quem não conseguir rodar bem essas distros pode usar, sem medo de ser feliz, o Debian Etch (Gnome 2.14) ou mesmo o Lenny (Gnome 2.18), que apesar de ser a versão de teste, rodou absolutamente estável para mim por mais de um mês.

Outra coisa: quem tem pouca memória RAM hoje está mais bem servido com o KDE, que ficou mais leve do que o Gnome até mesmo no Kubuntu Gutsy.
:: Linux Registered User nº 439378 ::

Offline Jimi Hendrix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 51
  • Voodoo Child ( Slight Return )
    • Ver perfil
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #10 Online: 10 de Novembro de 2007, 14:41 »
Eu não quero criar polêmica com o tópico, supomos que uma pessoa compre um PC nas Casas Bahia, Ponto Frio ou Insinuante e venha com módicos 256 MB de RAM e um Linux instalado, a pessoa vê a propaganda do Ubuntu, instala ele e o mesmo não tem um desempenho satisfatório, aí um diz: "ponha mais um pente de memória que "funfa" ( odeio esta palavra ) legal", mas a pessoa não pode abrir o gabinete pois ele está lacrado e se abrir perde a garantia.
Daí sugere-se que se instale uma versão antiga do Ubuntu, mas o suporte do mesmo foi descontinuado pois já passou 18 meses? como é que fica? daí vai se ter outra idéia brilhante de trocar alguma peça de hardware, mas o gabinete está lacrado? eu sei que os usuários aqui não falam em nome da Canonical mas como é que vou instalar um OpenSuse em um PC limitado ou antigo? ou até um Ubuntu? não é possível fazer isto, eu digo que está havendo muita festa em volta da distribuição mas não se está atentando a este fato, de máquinas que não estão conseguindo ter o poder de processamento para fazer funcionar o S.O. seja ele Ubuntu ou Windows Vista, daí a pessoa parte logo para o mais fácil, instalar um "Windows XP Pirate Edition"...
Are You Experienced?

Avatar removido pela equipe do fórum

Piras

  • Visitante
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #11 Online: 10 de Novembro de 2007, 15:23 »
Testei o Live CD do Fedora 8 e ele rodou muito bem, sem nenhum dos problemas apresentados pelo Gutsy. Mas com o Suse o caso foi outro: problemas quase idênticos ao do Ubuntu.

Concordo com o pinduvoz, boa parte dos problemas reside na adoção da última versão do Xorg e do Compiz Fusion. A pressa em oferecer os tais efeitos em 3D, devido a forte pressão dos usuários, representou um certo custo em termos de compatibilidade. Por ter sido menos ambicioso, o Feisty nasceu mais redondo. É difícil conciliar estabilidade e inovação.

boi

  • Visitante
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #12 Online: 10 de Novembro de 2007, 15:51 »
Existe uma série de problemas no Ubuntu que seus defensores fanáticos insistem em não enxergar, e esses problemas atingiram o pico agora no Gutsy.
O problema dos upgrades é clássico, e não é de hoje. Um upgrade do Ubuntu de uma versão para outra sempre foi problemático. E esse negócio de que tem que fazer instalação limpa é coisa de fanboy que não admite que sua distro tenha defeitos. Na verdade esses upgrades deveriam funcionar sem nenhum problema, não funcionam por bugs do Ubuntu. Essa falha é imperdoável para uma distro que lança uma versão nova a cada 6 meses, mas os fanboys do Ubuntu insistem em não ver.
Enfim, o Feisty foi uma versão muito boa, excepcional, mas temo que sido uma exceção. É bem provável que daqui para frente o Ubuntu passe a lançar versões cada vez mais problemáticas. Ou talvez melhore. Vamos aguardar.
Só é bom que quem esteja com seu Feisty funcionando redondinho não vá cair na besteira de atualizar para o Gutsy. É melhor esperar que daqui a seis meses sai outra versão. Quem sabe essa não sai tão boa quanto o Feisty? Quanto ao Gutsy, é melhor esquecer.

alarcon

  • Visitante
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #13 Online: 10 de Novembro de 2007, 16:22 »
Existe uma série de problemas no Ubuntu que seus defensores fanáticos insistem em não enxergar, e esses problemas atingiram o pico agora no Gutsy.
O problema dos upgrades é clássico, e não é de hoje. Um upgrade do Ubuntu de uma versão para outra sempre foi problemático. E esse negócio de que tem que fazer instalação limpa é coisa de fanboy que não admite que sua distro tenha defeitos. Na verdade esses upgrades deveriam funcionar sem nenhum problema, não funcionam por bugs do Ubuntu. Essa falha é imperdoável para uma distro que lança uma versão nova a cada 6 meses, mas os fanboys do Ubuntu insistem em não ver.
Enfim, o Feisty foi uma versão muito boa, excepcional, mas temo que sido uma exceção. É bem provável que daqui para frente o Ubuntu passe a lançar versões cada vez mais problemáticas. Ou talvez melhore. Vamos aguardar.
Só é bom que quem esteja com seu Feisty funcionando redondinho não vá cair na besteira de atualizar para o Gutsy. É melhor esperar que daqui a seis meses sai outra versão. Quem sabe essa não sai tão boa quanto o Feisty? Quanto ao Gutsy, é melhor esquecer.

Fazer upgrades de distribuições linux de uma versão para outra é sempre uma questão muito delicada e complexa. A distribuição que já vi fazer isso da melhor maneira possível foi o Archlinux, mas mesmo assim não é 100% em todas as vezes. Uso o Archlinux além do Ubuntu e já atualizei o mesmo umas 4 vezes de forma total (pacman -Syu, mudando de versão) e pelo menos em duas oportunidades ocorreram falhas, em uma delas não entrava no sistema por erro no kernel e em outra delas a internet ficou sem funcionar, portanto falhas na atualização do sistema não é exclusividade do Ubuntu quando se faz upgrades. Agora existem distribuições em que esta atualização total (upgrades) ocorre com mais ou com menos erros é inegável e a melhor distribuição linux que já vi fazer upgrades de forma correta na maioria das vezes , na minha opinião, foi o Arclinux.

Penso exatamente o contrário do que você fala quando diz: "...Um upgrade do Ubuntu de uma versão para outra sempre foi problemático. E esse negócio de que tem que fazer instalação limpa é coisa de fanboy que não admite que sua distro tenha defeitos...", pois os chamados "fanboys" por você estão exatamente assumindo que no Ubuntu a atualização total do sistema de uma versão para outra ainda não é eficiente e por isso estão pedindo para usar uma instalação limpa.
« Última modificação: 10 de Novembro de 2007, 18:49 por alarcon »

Offline rjbgbo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3.889
  • Xubuntu 18.04LTS
    • Ver perfil
    • Twitter
Re: Feisty x Gutsy
« Resposta #14 Online: 10 de Novembro de 2007, 18:49 »
Lendo aqui o ponto de vista do boi, queria dizer que comigo o Feity também cansou de travar, as vezes precisei até clicar no reset.
Nos dias que usei o Gusty depois do update rodou beleza, só tive uma travada, principal/ c/ o Firefox.
Mas minha briga c/ a minha ATI me levou a 2 reinstalações e ai sim vi problema:
1. tela preta
2. demora p/ o boot
3. problema em configurar minha conexão de Ip estático, ñ foi assim no Edgy, nem no Feisty

Por fim nova/ deu problema na MBR, agora estou no windows estudando e analisando como instalar o Ubuntu s/ ter o Grub na MBR.
Mas vou de Gutsy sim. E aproveitar o Virtual box p/ testar outras distros, como a Mandriva2008, a Fedora8 e OpenSuse10.3

O fato é o seguinte esse negócio de hardware ainda é um caso um tanto complicado em termos de Linux. Ñ sei se falei besteira. :-[
Fora outras tantas coisas.
Mas ñ podemos esquecer o forte aparto de documentação e fóruns que o Ubuntu possui.

P/ finalizar 2 coisas que ando pensando ultima/, ainda mais depois de ler esse tópico do Eunir - http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,24294.msg159957.html#msg159957

1. A Canonical lança um versão LTS em certo período de tempo, e as outras será que ñ tem algo de experimental entre os usuários?
2. Seria o Ubuntu uma distro destinada a um usuário iniciante em Linux, p/ depois migrar p/ outra, talvez c/ mais peso de um nome forte no mercado?

Ñ estou julgando o Ubuntu, até porque o adoro, mas são apenas reflexões minhas nesse momento.

Pois penso como defender algo que dá problemas, junto aos interessados no Linux?
Linux User #440843 | Ubuntu User #11469