Autor Tópico: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?  (Lida 23192 vezes)

Offline usifoto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 320
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #15 Online: 24 de Novembro de 2007, 13:34 »
(...)
Eu uso o KDE e não me recordo se no Gnome é assim também, mas para copiar um comando postado aqui no fórum, o Ctrl+C funciona, porém, para colar no terminal do KDE, o Ctrl+V não vai adiantar porque o atalho padrão é Shift+Insert e isso ninguém explica quando manda copiar e colar.
(...)

Para se ter idéia do que se aprende... há muito tempo não uso o CTRL + C / CTRL + V; não sei se no KDE funciona, mas no Gnome basta selecionar o texto desejado e clicar com o botão do meio do mouse no local de destino que tá tudo pronto, copiado e colado... fala sério, é vantagem ou não o nosso sistema???

Claro que é vantagem, mas quem se lembra de ensinar isso a cada vez que ensina um novato?

Adivinhar ele não vai  ;)

Offline alexmatos

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 792
  • Arch Linux / Ubuntu 7.04
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #16 Online: 24 de Novembro de 2007, 13:34 »
Postar um comando e mandar executar no terminal é fácil pra nós, mas não significa que alguém que começa a examinar o Linux e está acostumado à forma do Windows vai logo entender o que deve fazer e nem a estrutura do comando. Aquilo só lhe será útil naquela situação até que entenda os elementos de sua composição, então não se está ensinando a pescar nada, mas dando um peixe menos palatável.

Concordo com você que isso não é ensinar a pescar. Eu me proponho a fazer (na maioria de vezes) o que eu falei: além de passar os comandos, explicar a utilidade e utilização de cada um, dando uma "amostra grátis" do peixe e permitindo que a pessoa possa fazer seu próprio peixe, com o tempero que quiser.

Sou da opinião que devemos, sim, dar o peixe, e bem temperadinho. Se a visita gostar do sabor, vai querer mais peixe e, quando não achar quem o dê, aprende a pescar porque já percebeu que vale a pena. Já experimentou e viu que é bom.

Quando eu disse para não dar o peixe, não quer dizer que você nunca vai dar o peixe. Que dizer que você não vai ser o fornecedor vitalício de peixes, e que com o tempo você vai ensinar a pessoa a conseguir as coisas sem precisar recorrer ao fórum. Dessa forma, os usuários que prestam suporte aqui não ficam sobrecarregados, inclusive são auxiliados pelos novos "pescadores" que acabaram de treinar.

Offline usifoto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 320
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #17 Online: 24 de Novembro de 2007, 14:22 »
Postar um comando e mandar executar no terminal é fácil pra nós, mas não significa que alguém que começa a examinar o Linux e está acostumado à forma do Windows vai logo entender o que deve fazer e nem a estrutura do comando. Aquilo só lhe será útil naquela situação até que entenda os elementos de sua composição, então não se está ensinando a pescar nada, mas dando um peixe menos palatável.

Concordo com você que isso não é ensinar a pescar. Eu me proponho a fazer (na maioria de vezes) o que eu falei: além de passar os comandos, explicar a utilidade e utilização de cada um, dando uma "amostra grátis" do peixe e permitindo que a pessoa possa fazer seu próprio peixe, com o tempero que quiser.

Sou da opinião que devemos, sim, dar o peixe, e bem temperadinho. Se a visita gostar do sabor, vai querer mais peixe e, quando não achar quem o dê, aprende a pescar porque já percebeu que vale a pena. Já experimentou e viu que é bom.

Quando eu disse para não dar o peixe, não quer dizer que você nunca vai dar o peixe. Que dizer que você não vai ser o fornecedor vitalício de peixes, e que com o tempo você vai ensinar a pessoa a conseguir as coisas sem precisar recorrer ao fórum. Dessa forma, os usuários que prestam suporte aqui não ficam sobrecarregados, inclusive são auxiliados pelos novos "pescadores" que acabaram de treinar.

 :)

Também concordo com isso e ninguém é obrigado a ser fornecedor vitalício de peixes a quem quer que seja. Aliás, ninguém é obrigado a dar um único lambari, mas acredito que devemos ao menos tentar fazer as coisas de forma mais sábia.

Vender um manual "Aprenda a pescar em dez minutos" talvez não se encaixe nesse critério.

Vamos nos esforçar.

Eu gostaria realmente de ver muita gente usando o Ubuntu e tenho me esforçado para tornar tudo o mais fácil possível para os meus amigos que começaram a usar Linux por sugestão minha. Tenho dado todo o suporte necessário e procuro fazê-los aprender, mas para isso é necessário ter paciência. Meus colegas de trabalho já estão razoavelmente acostumados a usar o Kubuntu, mesmo os que torciam o nariz no começo.  ;)

[]'s

Offline Nossile

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 807
  • Loading...
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #18 Online: 24 de Novembro de 2007, 15:32 »
Sou um usuário relativamente novato em Gnu/Linux, realmente no início achava o terminal um bicho estranho e ultrapassado, mas com o passar do tempo fui seguindo as dicas que eram passadas como comandos, fui entendendo o funcionamento, o processo e toda praticidade da linha de comando, lí as dicas de como se usar o terminal do tópico que está até hj afixado no fórum de iniciantes. Agora quando estou usando o Windows sinto muita falta do terminal, em muitas tarefas ele é muito mais prático de se usar.
sudo aptitude remove terno-e-gravata && sudo aptitude install bermuda chinelo -y

Offline Razien

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 291
  • Zzzz...
    • Ver perfil
    • Meu multiply ja abandonado
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #19 Online: 25 de Novembro de 2007, 23:06 »
Citar
Postar um comando e mandar executar no terminal é fácil pra nós, mas não significa que alguém que começa a examinar o Linux e está acostumado à forma do Windows vai logo entender o que deve fazer e nem a estrutura do comando.

disse tudo \o
Fala serio, o usuario é novo, ta começando a dar os primeiros passos em linux, e vem pedir ajuda. Qd a ajuda chega mandam ele entrar no terminal e digitar um monte de coisa estranha.

pode até funcionar mas vai dar um baito susto. e como ja disseram a solução é simples, que que custa dizer que ele pode ir pelo menu tal fazer a mesma coisa? Ou que aquele comando vai servir para isso....

Eu num gostava nem um pokinho de ter que entrar no terminal e sair digitando um pah de coisa estranha pra mim, que foram me passando aqui. Hoje até entendo um pouco do que cada comando significa (pelo menos os que eu uso) mas pq eu fui caçando na internet....

Não acho que a grande maioria de usuarios comuns vai querer gastar tempo procurando por toda a internet o que os comandos significam ou qual programa pode fazer aquilo de forma mais pratica quando no windows ela resolvia de forma mais pratica -pelo menos as que sabem usar o windows-
yari yari...

Offline clcampos

  • Administrador
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 10.790
  • .:: User Linux #439596 ::.
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #20 Online: 25 de Novembro de 2007, 23:47 »
Gente, desculpa minha opinião, mas como o Café com Ubuntu é algo normalmente mais leve, e é para dar opinião mesmo então vale, e é normal elas serem divergentes.

Bem, vamos lá, qual é a principal função do fórum? É ensinar? É resolver o problema?

Eu acho que o principal é ajudar a pessoa a sair de um problema que ela não sabe resolver.

Estou errado? Se não estou errado valem umas perguntas:

  • Você vai ter ajuda e ainda quer exigir como ela vai vir?
  • Ter que ser apresentada no terminal e no ambiente gráfico?
  • Ser apresentada de duas formas para a pessoa escolher qual ela se adapta melhor?
  • Ou então não passar a resolução pelo terminal e somente pelo ambiente gráfico?

Bem gente, eu gosto de ajudar, e aprendo muito ajudando, mas por trabalhar a muito tempo me viro bem melhor no ambiente caracter. Então quando eu não souber como fazer das duas formas (terminal e pelo ambiente gráfico) não devo ajudar? Ou então perguntar se vale publicar minha solução?

Bem, me desculpem, se for isto mesmo acho que estão enganados, pois se funcionar minha solução (por mais louca que seja), acho que é o que vale, afinal ajudamos a resolver um problema de alguém, e você não entendeu nada? Ao menos no meu caso eu tenho toda boa vontade de explicar o que fizemos, mas sabem qual a porcentagem dos que perguntam? Garanto que é menos de 5%, e isto quer dizer para mim que o importante mesmo é que funcione.

Mas também tem o seguinte, quer aprender? Além de auxiliar a pessoa ajudando, e se ela quiser também explicando o que estamos fazendo, eu indico links que podem ser bastante reveladores, mas quem quer aprender tem ao menos que se esforçar um pouco né!?!?!

Espero que entendam que isto é apenas uma opinião, e que procurarei (independente do que acharem de minha opinião) ajudar  na medida do possível, e do impossível.

[]'s a todos meus amigos membros do fórum

Cristiano.
« Última modificação: 25 de Novembro de 2007, 23:50 por clcampos »
Cristiano/Timóteo - MG
.: Como Fazer Perguntas de Forma Inteligente :.                
Com dúvida? pesquise!

Offline Eunir Augusto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 853
  • Embaixador do Projeto Fedora Brasil
    • Ver perfil
    • Comunidade PCLinuxOS Brasil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #21 Online: 25 de Novembro de 2007, 23:53 »
assino em baixo das palavras do clcampos  8)
Comunidade PCLinuxOS Brasil - Assinatura modificada a pedido do grande amigo Ricardo (rjbgbo)

Offline Glauco Hass

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 416
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #22 Online: 26 de Novembro de 2007, 00:26 »
Então quando eu não souber como fazer das duas formas (terminal e pelo ambiente gráfico) não devo ajudar? Ou então perguntar se vale publicar minha solução?
Me desculpe por citar apenas uma parte da sua mensagem, mas é o ponto que me chamou a atenção.
Não creio que devam existir regras para ajudar alguém aqui. E se souber ou lembrar apenas como usar o terminal, não é o caso de deixar de ajudar por esse motivo não.
O ponto levantado inicialmente neste tópico é que o terminal é pouco intuitivo para um usuário iniciante e uma solução "gráfica" certamente trará melhor resultado em amenizar o impacto da mudança de SO. Como concordo que o terminal é a melhor ferramenta para suporte, tanto que a solução através dele também estaria presente, deixando o interessado escolher a melhor opção. Mas isso, assim como você disse, é a MINHA visão das coisas. Por ter sentido que posso amenizar um eventual choque na descoberta do Linux mostrando um caminho através de cliques ao usuário, postei minha idéia, caso alguém mais tenha o mesmo sentimento que eu. Mas nada do que for escrito numa comunidade deste tamanho será unanimidade e isso é bom, amadurece o assunto e cria opções.
Em resumo, quem simpatizar com a idéia, que a use. Mas definir regras para quem está ajudando com a maior boa vontade é exagero.
Abraço!
« Última modificação: 26 de Novembro de 2007, 00:27 por Glauco Hass »

Offline pinduvoz

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.494
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #23 Online: 26 de Novembro de 2007, 04:24 »
Amigos, meu relógio do WinXP não sincronizava mais. Apesar de me virar muito bem naquele sistema, não tinha a mínima idéia de onde estava o erro e de como consertá-lo, até comentar com um amigo que é técnico. E querem saber qual foi a receita? Executar, via prompt de comando (é, tem um no Windows), os cinco comandos abaixo:

net stop w32time
w32tm /unregister
w32tm /unregister (precisa repetir)
w32tm /register
net start w32time

Radicalizando, o meu amigo técnico não poderia me dar tal dica, ainda mais porque era para ser aplicada no Windows.

Então, como foi dito pelo Cristiano (clcampos), um dos caras que mais ajuda aqui, o que vale é solucionar o problema, mesmo que o "ajudado" tenha que recorrer ao "copiar e colar" e não tenha a mínima idéia do que fez.

E se o cara tem interesse em aprender (assim como eu sempre tive), ele vai se interessar em descobrir o que ele fez com esse ou aquele comando; se não tem, ele vai apenas agradecer a solução para o problema dele e, uma vez satisfeito, não vai sair por aí dizendo que o Linux não presta porque o problema que ele tinha era insolúvel.

Claro que sendo possível ensinar o cara a resolver o problema via ambiente gráfico, o que é sempre mais fácil para quem inicia no Linux, não é necessário forçar a barra com comandos em texto, até porque estaremos mostrando que o Linux também é fácil de usar (e, cá entre nós, realmente é).

[]s.
« Última modificação: 26 de Novembro de 2007, 04:30 por pinduvoz »
:: Linux Registered User nº 439378 ::

Offline arqueiro

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 70
    • Ver perfil
    • compra por catálogos
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #24 Online: 26 de Novembro de 2007, 08:28 »
Não sei não pessoal, creio que o propósito do Linux seja formar mais usuários que participam e contribuem com o S.O. do que usuários passivos.  Pelo menos é assim que eu dissemino o sistema.  O Linux tem este incrível apelo.  A simples contribuição em fórum especializado já o torna um usuário participativo.   Creio que o Linux desperta a curiosidade e a vibração nas pessoas, mesmo porque, muita coisa pode ser reconfigurada no sistema.

P.S. Felix, esta tua dica aí da tecla do meio do mouse é ótima e eu desconhecia.  Tu tem mais alguma dica parecida?
« Última modificação: 26 de Novembro de 2007, 08:36 por otavio cunha »
compra por catálogos

http://www.ecatalogos.com.br

Offline Felix

  • Equipe Ubuntu
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 3.068
    • Ver perfil
    • Alexsandro Felix
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #25 Online: 26 de Novembro de 2007, 09:06 »
Não sei não pessoal, creio que o propósito do Linux seja formar mais usuários que participam e contribuem com o S.O. do que usuários passivos.  Pelo menos é assim que eu dissemino o sistema.  O Linux tem este incrível apelo.  A simples contribuição em fórum especializado já o torna um usuário participativo.   Creio que o Linux desperta a curiosidade e a vibração nas pessoas, mesmo porque, muita coisa pode ser reconfigurada no sistema.

P.S. Felix, esta tua dica aí da tecla do meio do mouse é ótima e eu desconhecia.  Tu tem mais alguma dica parecida?

Assim no momento não me lembro de nada Otávio, mas se não me engano deve ter sido aqui no fórum que vi a respeito dessa dica. Como está sendo debatido aqui o fórum é um dos grandes meios de divulgação, ensino e aprendizado; claro que não podemos nos prender somente a ele, claro.

Offline koianiskatsi

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 151
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #26 Online: 26 de Novembro de 2007, 10:02 »
Eu prefiro o Terminal. Como disse um dos dinos em uma conversa Pela "rede bugada", Synaptic é coisa de @#$@#%#$@. E eu concordo plenamente. Terminal é bem mais prático isso não tem como negar. além de ser mais interessante.
« Última modificação: 26 de Novembro de 2007, 17:21 por koianiskatsi »

Offline Glauco Hass

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 416
    • Ver perfil
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #27 Online: 26 de Novembro de 2007, 10:38 »
Acho que vocês não estão entendendo o sentido da conversa.
O terminal é excelente, isso nós sabemos. Mas o ponto aqui é tentar amenizar o impacto do usuário iniciante no Linux apresentando também soluções via aplicativos gráficos. Não é uma discussão terminal x ambiente gráfico.

Edit: não tinha lido esse absurdo
Eu prefiro o Terminal. Como disse um dos dinos em uma conversa Pela "rede bugada", Synaptic é coisa V1@d0. E eu concordo plenamente. Terminal é bem mais prático isso não tem como negar. além de ser mais interessante.
Comentários assim me envergonham. Sem falar na ofensa gratuita a quem gostar da ferramenta, meu camarada. Argumente com pontos decentes, não com bobagem.
« Última modificação: 26 de Novembro de 2007, 10:43 por Glauco Hass »

Offline rjbgbo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3.889
  • Xubuntu 18.04LTS
    • Ver perfil
    • Twitter
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #28 Online: 26 de Novembro de 2007, 14:47 »
Eu prefiro o Terminal. Como disse um dos dinos em uma conversa Pela "rede bugada", Synaptic é coisa V1@d0. E eu concordo plenamente. Terminal é bem mais prático isso não tem como negar. além de ser mais interessante.

1º amigo, seria melhor vc maneirar c/ certo tipo de linguagem.

Outra coisa, todas as ferramentas que o GNU/Linux nos coloca a disposição são importantes.
Agora, ñ vai ter nínguem aqui no fórum que me convença a achar que o uso de terminal é prático p/ usuário básico de PC, essa gente mal sabe navegar na internet e etc.
Terminal é p/ nós usuários avançados p/ cima, i. é, técnicos em diante.

E vejo c/ alegria que o GNU/Linux está tomando um rumo de facilidades, por sinal ate maiores do que o Windows, e isso é muito bom. E penso muito no usuário básico, pois já fui um deles e conheço muitos; e sei o qto penam c/ o Windows, que todo mundo diz que é mais fácil do que o Linux e coisa e tal.
Linux User #440843 | Ubuntu User #11469

boi

  • Visitante
Re: Usar o terminal - ainda é assim tão obrigatório?
« Resposta #29 Online: 26 de Novembro de 2007, 15:01 »
Uma coisa que acho que ninguém também se deu conta é que no caso específico do Ubuntu é sim obrigatório o uso do terminal. Isso porque faz parte da filosofia da distro não dar opções de configuração aos usuários, a mesma filosofia do Ubuntu. Em distros como o Mandriva e o Suse, por exemplo, você pode configurar tudo pela interface gráfica. Já no Ubuntu, não, você acaba tendo que ir para o terminal para fazer atá as coisas mais simples. Até mesmo o alsaconf, uma ferramenta em modo texto mas simples de usar, foi suprimida do Ubuntu, apenas para que o usuário não pudesse configurar ele mesmo a placa de som. E o que vemos é que se alguém tem um problema com o som no Ubuntu, ele tem que recorrer obrigatoriamente ao terminal e pior, a editar arquivos de configuração manualmente e outros procedimentos complicados para um iniciante. Essa situação me parece que nunca vai mudar, pois é algo provocado pela própria flosofia do Ubuntu.