Autor Tópico: Esclarecimento (Café com Ubuntu)  (Lida 14672 vezes)

Offline gaijin

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 182
  • Katsujinken
    • Ver perfil
Re: Esclarecimento (Café com Ubuntu)
« Resposta #15 Online: 08 de Julho de 2006, 18:30 »
Bom, minha intenção não era gerar esta discussão novamente, simplesmente esclarecer uma dúvida que eu tinha quanto às novas regras.
Concordo com o Piras em todos os aspectos, inclusive na decisão de parar essa discussão por aqui.  :)
"Conhece-te a ti mesmo." Oráculo de Delfos

Como proceder quando tenho uma dúvida? (7 passos) http://ubuntuforum-pt.org/index.php?topic=8212.0

Offline LedStyle

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.345
    • Ver perfil
    • http://www.tuxresources.org
Re: Esclarecimento (Café com Ubuntu)
« Resposta #16 Online: 09 de Julho de 2006, 16:19 »
Olha só pessoal, vcs não estão entendendo.

Eu acho louvável discutir política, religião, etc. Quem diz que política e religião não se discute está muito errado, afinal a civilização humana foi construída graças a pessoas que discordavam de determinadas coisas e fizeram algo para mudar! É importantíssimo discutirmos estes assuntos.

Só tem um problema, isso aqui é um forum de Ubuntu Linux e não um forum de política ou religião. É o mesmo que você entrar num restaurante vegetariano e pedir uma picanha. Ao não ser atendido começa a reclamar que está sendo oprimido e que não tem liberdade de escolha. Pessoal, vamos parar com fundamentalismos baratos de filósofos de buteco e vamos começar a pensar mais no Ubuntu e software livre. Por que não debater aqui como melhorar o Ubuntu ao invés de debater se adão existiu???

Outros assuntos podem ser debatidos a vontade em vááários outros forums da internet, mas este aqui é de Ubuntu e Software livre. Lembrem-se SEMPRE disso. Portanto o que não for considerado apropriado vai ser moderado, é assim que funciona. Não da pra comer carne no restaurante vegetariano, são as normas da casa.

E não tem essa de ir la debater com o gerente sobre a modificação das regras do restaurante, para a inserção da picanha no cardápio, você entrou, leu o menu e é aquilo que eles servem. Você pode deixar sua sugestão pra eles, claro, mas eles não tem a obrigação de atendê-la. Brasileiro é cheio de tentar dar o "jeitinho brasileiro" mas no final das contas não é você quem decidir o cardápio.

Então as regras estão la, e são para ser obedecidas. Não existe discussão de regras com os membros nem nada disso, apesar de existir esta sessão para que possam fazer a sugestão. Mas, como tudo na vida, nem tudo podemos fazer.

Abraços a todos.
« Última modificação: 09 de Julho de 2006, 16:23 por LedStyle »

Offline Jesus

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 77
    • Ver perfil
Re: Esclarecimento (Café com Ubuntu)
« Resposta #17 Online: 10 de Julho de 2006, 12:48 »
Fica consignado o meu protesto.

Não vejo razão para escolher matérias polêmicas e "a priori" exclui-las da conversação. Nós temos sempre que zelar para que a conversação sobre qualquer tema seja civilizada, mas excluir de pronto tema como política, religião e esporte pode parecer censura pura e simples. E pior ainda, é parternalista e e politicamente subdesenvolvido. Digo isto porque a dificuldade que tem certas pessoas em discutir civilizadamente ou mesmo de aceitar idéias opostas às suas não será superada dizendo que tais ou tais assuntos, por serem mais polêmicos, ficam de pronto excluídos do debate.

Em suma, o espaço deve ser livre ou não? Se é um espaço livre, deve-se velar apenas para que as normas de um conversa civilizada sejam observadas. Se não é, o melhor é exclui-lo de vez.

Mas, se a decisão é mesmo por manter um espaço para conversas "meio livres", então, por favor, mudem o nome. Os cafés sempre foram, historicamente, lugares onde gente "de espírito" discutia sobre todos os temas, todos mesmo, principalmente aqueles excluídos deste fórum. É por esta razão que os cafés foram tão importantes para o desenvolvimento intelectual da Europa. Chamar de "café" um lugar onde a liberdade de conversação é a mesma que nós tínhamos na época da ditadura, me perdoem, mas beira o desrespeito.

Citar
Fica bem claro nas regras do Fórum que se você quer fazer parte dele, você está aceitando as regras

Discordo. Aceitar as regras significa observá-las, obedecê-las. É o que costumo fazer. Não significa que não se possa questionar as regras, inclusives com o objetivo de aperfeiçoá-las. Se as regras não podem ser discutidas, como afinal se conseguirá melhorá-las? Salvo, é claro, que a discussão das regras seja monopólio dos Moderadores. Neste caso, sugiro que este norma seja explicitada nos seguintes termos:

"As Regras de Etiqueta deste Fórum só podem ser objeto de discussão por parte dos Moderadores".

Citar
Quando havia total liberdade, não souberam aproveitar.Virou uma zona, e quando a gente quis controlar, virou revolta e anarquia.

Discordo novamente. Há um evidente exagero nestas afirmativas. Nunca vi nem "zona" nem "anarquia" neste fórum. Se haviam alguns tópicos equivocados ou mensagens indevidas, todas as armas estavam à disposição dos Moderadores.

Alguém foi suspenso ou expulso do fórum durante aquele período de "zona" ou "anarquia"? Estas são armas que podem ser utilizadas contra quem abusa da sua liberdade. Se não foram utilizadas, perdoem-me dizê-lo, isto significa que vocês mais uma vez incidiram no velho vício brasileiro: ao invés de punir quem abusa de uma liberdade comum, suprime-se esta. Resultado: quem abusou continuará abusando, não precisando discutir futebol, eleição ou Cirstianismo para tanto. E quem não abusou passará a ser tratado como criança.

Citar
O período mais calmo do Fórum foi exatamente sem o Bodega.

Eu já conheci vários fóruns que caíram na "paz dos cemitérios". Um deles chegou a ser famoso no mundo da música erudita. Gente de todo tipo o freqüentava e haviam ali discussões maravilhosas. Mas é claro que haviam também alguns excessos. Aliás, foram nas melhores fases do fórum que ocorreram as discussões mais exaltadas e, às vezes, mais malcriadas.

Enfim, tentando também restabelecer a "paz" introduziram normas tão restritivas que o fórum praticamente morreu. E não foi o único caso. Se quisermos manter um fórum animado temos que assumir os riscos inerentes a esta animação. Aliás, é exatamente a pessoa que menos precisa do fórum em termos de suporte a que mais precisa de discussões animadas para sentir-se atraído a frequentá-lo. Se as pessoas começarem a visitar o fórum apenas por necessidade, em breve não teremos mais gente para respoder ao usuário iniciante, excetuando-se os próprios Moderadores.

Por outro lado, excluir temas como política do fórum pode parecer em princípio muito fácil, mas não é. Há pouco, por exemplo, discutíamos a matéria da VEJA sobre o software livre. Havia ali um componente político que era inseparável da Informática. E se nós quisermos discutir, por exemplo, as propostas dos candidatos a Presidência da República para o Software Livre, não poderemos?

Alguém poderá responder: sim, mas somente neste caso, quando a política cruzar com a Informática. Ótimo! Mas se alguém quiser falar, por exemplo, da trajetória do PSDB para argumentar sobre a credibilidade de suas propostas para o setor, poderá fazê-lo?

E se eu quiser usar alguma metáfora esportiva para tratar de uma distribuição? Também não poderei fazê-lo? No fundo, no fundo, tais exclusões prévias podem gerar tanta controvérsia quanto a liberdade. Melhor, portanto, assumir o risco da liberdade.

Enfim, faço estas ponderações apenas por dever de ofício, porque não gosto de me omitir quando a questão diz respeito a princípios. No entanto, para não dizerem que quero criar polêmicas intermináveis, encerro aqui minha participação a respeito do assunto. Não voltarei mais ao assunto, mas lamento o caminho que se está tomando neste fórum.

n3to, essa descrição foi alterada recentemente.

Se está dito, então está dito. A minha reclamação era apenas de não haver regras claras para que fossem seguidas.

E, mais uma vez, sua resposta não foi educada. Por favor, tente ser mais amigável ao responder críticas. Afinal, essa é a seção CRÍTICAS E SUGESTÕES, não é? Se não querem críticas, não coloquem uma seção dessas no ar.

Estou aqui numa boa. Se não é para ter tópicos esportivos, ainda que eu ache uma besteira essa regra, eu vou respeitar. Só acho que os demais usuários do fórum também deveriam ser ouvidos. Aqui temos PESSOAS. Não meros nicknames que respondem perguntas como se tivessem inteligência artificial, de uma maneira padrão e cheia de pré-conceitos (sic). Pessoas possuem opinião. E quem tem opinião quer ser ouvido. Quem entra em um fórum é para falar e ouvir - no caso, escrever e ler.

Possuímos diferenças, temos de aceitar. E, onde há diferenças, há discussões. Onde há uma organização, há falhas. Onde há falhas, há pessoas que vão reclamar. E é para isso que existe essa seção, não é mesmo?

Pois você, membro piras, acaba de tomar a decisão correta! É hora de buscar novas soluções e alternativas para o usuário ubuntista. Acho que já conversamos sobre isto por aqui.

O fórum foi re-estruturado e alguns pedidos foram atendidos, ótimo, mas o discurso da desilusão política não pode comportar o espírito que ainda se espera dele, conforme os membros gaijin e mrbin apontaram.

Ser político é um valor do qual aprecio muito, mais do que qualquer norma ou regra a feição de uma sociedade ou grupo. Álias, é por isso que me identifiquei contigo, piras.

Se eu fosse um usuário bitolado de Linux, como os quais estamos acostumados a ver em toda a comunidade do sistema operacional, já teria me tornardo mais um daqueles meninos do alto do edifício que deixou de dividir sua bola com a grande turma para bater um "toquinho" com um ou dois vizinhos. Acho que você pode entender que tipo de mentalidade nutre uma criatura como esta.

Espero não ter tornardo a mensagem confusa com o parágrafo acima, caso tenha, tudo que você precisa saber é o quanto minha mente está aberta, minha cabeça arejada e livre de pré-conceitos arraigados. Pronto estou para aprender a trabalhar com pessoas! Não vou me livrar do problema e, sim, resolvê-lo!

As regras existem ou para viabilizar a vida em sociedade ou para impor o poder de uns sobre outros. Quando estimulam e garantem o respeito recíproco, são éticamente aceitáveis e desejáveis. Quando transbordam para a opressão, cerceando as manifestações civilizadas e respeitosas, ainda que divergentes (a unanimidade tende a não ser nem criativa nem construtiva), hão de ser reprovadas e combatidas por todas as pessoas de bom senso.

Parabéns, Piras, Mrbin, Arsolto e Gaijin.  Ainda há vida e esperança neste fórum. Obrigado a vocês!

Jesus

P.S: Não fiz nenhuma busca neste sentido, mas tenho certeza - Piras, Mrbin, Arsolto e Gaijin - de que, nas mensagens de vocês, neste fórum, não se encontrarão descortesia, ofensas ou baixarias.



Piras

  • Visitante
Re: Esclarecimento (Café com Ubuntu)
« Resposta #18 Online: 14 de Julho de 2006, 03:47 »
Citar
P.S: Não fiz nenhuma busca neste sentido, mas tenho certeza - Piras, Mrbin, Arsolto e Gaijin - de que, nas mensagens de vocês, neste fórum, não se encontrarão descortesia, ofensas ou baixarias.

Caro Jesus (bem, citando o seu nick já estou a caminho de descumprir uma das regras deste fórum... [rsrsrs]),

Não garanto por mim, mas pelo mrbin, arsolto e gaijin coloco a minha mão no fogo: eles são bons garotos!

Offline mrbin

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 229
    • Ver perfil
    • somnium
Re: Esclarecimento (Café com Ubuntu)
« Resposta #19 Online: 14 de Julho de 2006, 16:33 »
Não garanto por mim, mas pelo mrbin, arsolto e gaijin coloco a minha mão no fogo: eles são bons garotos!

muito obrigado pela parte que me toca!
Ubuntu user nº 4141
Since 2004

Offline Rock Roward

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 69
    • Ver perfil
Re: Esclarecimento (Café com Ubuntu)
« Resposta #20 Online: 24 de Julho de 2006, 18:47 »
Ainda bem que eu nao estou sozinho nessa.  Liberdade de expressao é imprescindivel, mas com um tanto de moderação é sempre bem vinda.
Tomara que nao vire mais um "Forum do Baboo" da vida. Onde vc nao pode colocar "uma reclamaçãozinha" que vc ja toma ban. Eu tomei ban aki. Sei que dei uma mancada graaaaande, mas sabe como é né... Se nao lutar-mos por algo que nos enteressa, quem lutará?
Uma coisa que eu reparei aki é o que a seguinte frase "Vox Populi. Vox Dio" (A voz do povo é a voz de Deus), definitivamente nao se aplica aki. Como disseram na minha cara "Eu pago a hospedagem do forum, eu faço o que quero....". NON SENSE. Comunidade? Onde? Cade? Passou longe.
Melhor eu parar por aqui, senao o "todo poderoso" vai me banir denovo!

Nick 

Offline LedStyle

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.345
    • Ver perfil
    • http://www.tuxresources.org
Re: Esclarecimento (Café com Ubuntu)
« Resposta #21 Online: 23 de Setembro de 2006, 03:41 »
Ainda bem que eu nao estou sozinho nessa.  Liberdade de expressao é imprescindivel, mas com um tanto de moderação é sempre bem vinda.
Tomara que nao vire mais um "Forum do Baboo" da vida. Onde vc nao pode colocar "uma reclamaçãozinha" que vc ja toma ban. Eu tomei ban aki. Sei que dei uma mancada graaaaande, mas sabe como é né... Se nao lutar-mos por algo que nos enteressa, quem lutará?
Uma coisa que eu reparei aki é o que a seguinte frase "Vox Populi. Vox Dio" (A voz do povo é a voz de Deus), definitivamente nao se aplica aki. Como disseram na minha cara "Eu pago a hospedagem do forum, eu faço o que quero....". NON SENSE. Comunidade? Onde? Cade? Passou longe.
Melhor eu parar por aqui, senao o "todo poderoso" vai me banir denovo!

Nick 

Bom amigo, se você não gosta das regras, por que não começa a contribuir com o Ubuntu e merecer um direito de voto, por exemplo?
No Ubuntu não existe democracia amigo, acho que você está no lugar errado. O sistema aqui é Meritocracia, desde o conselho cabeça até as comunidades de base. Nota-se que você não assinou os estatutos do Ubuntu, coisa que todos nós membros do staff tivemos de fazer.

Então ai vai uma aula básica de como funciona a meritocracia:
Você em tese, pode participar e opinar no que quiser. Pode propor mudanças, votar em decisões e mudar tudo. Se você quiser pode propor até pra que o Ubuntu seja distribuido em disquetes, sem problemas... mas para isso, você precisa ser merecedor. Comece a contribuir com a comunidade, seja criando documentações, resolvendo bugs e criando patches, desenvolvendo, ajudando os outros, trabalhando no visual, traduzindo, etc. Quando se achar preparado, peça para entrar nos projetos e mostre o que você já fez, faz e pretende fazer pelo Ubuntu. Se a comunidade considerar que você tem mérito suficiente, você é aceito.

Então, vale pra todo mundo: Não percam tempo e em vez de reclamar, comecem a ajudar o Ubuntu. Nós precisamos de pessoas empenhadas no projeto. Enquanto agente discute aqui, a concorrência programa um novo software que facilitará e muito o uso dos Desktops pelos próximos anos.

Um abraço a todos.