Autor Tópico: floppy no linux  (Lida 2545 vezes)

zeh_unimed

  • Visitante
floppy no linux
« Online: 17 de Julho de 2006, 09:19 »
bom dia meus amigos!!!!

Instalei no ubuntu um drive de disquete aqui no meu trabalho, mas não aparece o icone de disquete.
meus amigos, infelismente conheço muito pouco sobre o SO linux e gostaria da ajuda de vcs para me auxiliarem como eu monto o floppy no ubuntu.

Agradeço desde já!
um abraço a todos!

Offline RC2006

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 820
  • Ubuntu 10.10
    • Ver perfil
Re: floppy no linux
« Resposta #1 Online: 17 de Julho de 2006, 10:18 »
HP All-in-one 4GB HD760 - windows7 home premium - Netbook Asus 1005PEB - Windows 7 - Ubuntu 11.04
Macbook branco 13.3" 2gb 160HD - Mac OS X 10.6 - Tablet Asus Eee Pad Transformer com dock - Android 3.2

zeh_unimed

  • Visitante
Re: floppy no linux
« Resposta #2 Online: 17 de Julho de 2006, 17:40 »
Obrigado amigo pela resposta!!!
mas o meu problema não é acessar e sim montar, não aparece no modo grafico por exemplo.
tentei alguns comandos da resposta anterior mas não tive exito.

agradeço os amigos desde já!

Offline fabioleitao

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4
    • Ver perfil
    • Supere-se!
Re: floppy no linux
« Resposta #3 Online: 07 de MAR?O de 2007, 01:59 »
Tive um problema parecido no meu Xubuntu em casa, mas como não sou newbie em Linux sei bem que podia usar o sudo /dev/fd0 /media/floppy ou mesmo o pmount /media/floppy mas como meus queridos familiares nao pretendiam usar o modo texto pra nada e nem eu queria que tivessem alquer acesso de sudo eu acabei preparando um script que pode s4er associado a qualquer icone.

Lembre-se que criei levando em consideração o xubuntu, mas pode ser facilmente adaptado para sua versao  mudando o acesso GUI ao Thunar pelo File Manager favorito na sua versão (Konqueror em Kubuntu ou Nautilus em Ubuntu)

Para ter certeza que conseguiria acessar ao disco mais tarde, editei o arquivo de montagem dos sistemas de arquivos com sudo vi /etc/fstab (ou use seu editor dde texteos favorito) e tenha certeza de comentar com # qualquer linha com referencia ao floppy e inclua a seguinte linha emqualquer lugar:
Código: [Selecionar]
/dev/fd0 /media/floppy0 vfat,msdos,ext2,hfsplus rw,noauto,users,dev,sync,dirsync 0 0
Assim teremos certeza que o linux não assumirá que tem um disquete no drive o tempo todo, mas quando tentar montar, irá tentar usar os formatos de discos desccritos (vfat,msdos,ext2,hfsplus)  e será acessivel em modo de leitura e escrita  pelos usuários e desligará o write back forçando a escrita de qualquer byte diretamente no disco (é mais lento, porém mais seguro).

Finalmente o scrit criei com o comando sudo vi /usr/local/bin/floppy.sh e depois de alguns ciclos de debug acabou se parecendo com isso:
Código: [Selecionar]
#!/bin/bash
FLCACHE=/tmp/floppym
FLMOUNT=/media/floppy
if ! [ -w $FLCACHE ]; then
        echo 0 > $FLCACHE
fi
FLSTATE=`cat $FLCACHE`
case $FLSTATE in
        1)
        umount $FLMOUNT
        echo 0 > $FLCACHE
        rm $FLCACHE
        killall Thunar
        exit 33
        ;;
        0)
        pmount $FLMOUNT
        ERR=`echo $?`
        if [ $ERR == "0" ] ; then
                echo 1 > $FLCACHE
                Thunar $FLMOUNT &
                exit 44
        else
                echo 0 > $FLCACHE
                exit 45
        fi
        ;;
        *)
        pmount $FLMOUNT
        ERR=`echo $?`
        if [ $ERR == "0" ] ; then
                echo 1 > $FLCACHE
                Thunar $FLMOUNT &
                exit 55
        else
                echo 0 > $FLCACHE
                exit 56
        fi
        ;;
esac
exit 0

Devido as limitações dos disquetes que não tem como saber se tem ou não um disco inserido (diferentemente dos CDROMs ou Pendrives USB) tive que cachear este estado como informacao em arquivo (no /tmp).

Também tive de assumir que tinha apenas um disquete em /dev/fd0 mas se for outro é facilmente ajustável.

Tive ainda que assumir que não havia disco algum montado antes da execução do script (o que o mais normal no dia a dia) mas pode se comportar estranho se não for verdade.

As opções sync e dirsync deveriam proteger melhor seus dados caso ejete o disco antes de desmontar, mas nao recomendo que nunca tire o disco sem executar novamenete o script.

Só resta mudar a permissão do script para ser eexecutavel com sudo chmod 755 /usr/local/bin/floppy.sh e qualquer usuário poderá rodar o novo comando.

Ao executar, se não tiver um disco, nada acontece, se tiver um disco, ele é montado em /media/floppy e aber o programa Thunar (ou o que voce escolher), se já estiver montado, o programa é fechado e o disco desmontado para permitir a remoção.

Esse script pode ser configurado em um icone para execuçao mais integrada no desktop como um atalho no desktop ou menu ou barra de lançadores rápidos, mas não posso esplicar agora como.

Aceito criticas e sugestões, mas acho que assim resolvi na maioria dos casos.

Offline clcampos

  • Administrador
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 10.790
  • .:: User Linux #439596 ::.
    • Ver perfil
Re: floppy no linux
« Resposta #4 Online: 07 de MAR?O de 2007, 12:33 »
Experimente usar o submount... no dapper funciona bem.

http://colab.interlegis.gov.br/wiki/MontagemDisq
Cristiano/Timóteo - MG
.: Como Fazer Perguntas de Forma Inteligente :.                
Com dúvida? pesquise!