Autor Tópico: Linux no CERN  (Lida 1099 vezes)

Offline JFMMão de Ferro

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 638
  • Morada: Angra do Heroísmo - Açores
    • Ver perfil
Linux no CERN
« Online: 17 de Abril de 2012, 19:26 »
Consultem o portal abaixo, e vejam como é importante o Linux nessa prestigiada e avançada instituição científica

http://linux.web.cern.ch/linux/scientific.shtml

JFMMF

Offline leandro842

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 26
  • Ubuntu - Linux for Human Beings!
    • Ver perfil
Re: Linux no CERN
« Resposta #1 Online: 17 de Abril de 2012, 19:44 »
Eu acho que a adoção do Linux em centros de pesquisas de grande porte principalmente na área nuclear, se da principalmente pela segurança e pela estabilidade da plataforma, isso sem considerar os custos que são muito menores.
A maioria das pessoas que desfrutam dos resultados de pesquisas desse porte, mal sabem que a maioria dos resultados foram obtidos utilizando código aberto. Mais surpreendente é que a maioria dessas pessoas assim como aquelas que utilizam o sistema no Android em seus celulares, fazem questão de "torcer o nariz" para a plataforma sem ter a menor noção do que estão dizendo. Tomara que um dia elas se deem conta da importância do Linux para todos nós.
MB: Asus P5KPL-AM, CPU: Core2Duo E8400 3.00Ghz (OC 3,6Ghz), RAM: Kingston 2x2GB DDR2 800Mhz, HD: Maxtor 7200 RPM 320 GB Sata II, GPU: GeForce 9400 GT (1280x720), Drive: Samsung SH-222AB, Rede: ADSL 10 Mb/s Down / 800 Kb/s Up, OS: Ubuntu Oneiric Ocelot 11.10 AMD 64 / Windows XP Professional x86.

Offline garfo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.023
  • Keep easy and simple.
    • Ver perfil
    • linux
Re: Linux no CERN
« Resposta #2 Online: 18 de Abril de 2012, 15:26 »
Engraçado é que esses Linux parrudos usados em laboratórios, centros de pesquisa e Usinas Nucleares são sempre, de alguma forma, baseados no RHEL. Não estou fazendo uma crítica, e sim uma observação positiva. Isso pode significar que o RHEL é um Linux "pau pra toda obra", como dizem. Dificilmente podemos ver um Ubuntu; um Fedora; um OpenSuse nesses lugares (onde o downtime praticamente não pode existir, 24 hrs servidor ativo).
Garfo -  linux
"Pra quê complicar? Facilidade e simplicidade é tudo!"

Offline haereticus

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 975
  • Xubuntu 12.04.2 x64
    • Ver perfil
Re: Linux no CERN
« Resposta #3 Online: 18 de Abril de 2012, 16:45 »
Engraçado é que esses Linux parrudos usados em laboratórios, centros de pesquisa e Usinas Nucleares são sempre, de alguma forma, baseados no RHEL. Não estou fazendo uma crítica, e sim uma observação positiva. Isso pode significar que o RHEL é um Linux "pau pra toda obra", como dizem. Dificilmente podemos ver um Ubuntu; um Fedora; um OpenSuse nesses lugares (onde o downtime praticamente não pode existir, 24 hrs servidor ativo).

Isto é uma grande verdade.
Notebook: Samsung 305E4A-BD1 - AMD A6-3420M (Quad Core) @2.4GHz - Radeon™ 6520G 512MB - 8GB - HD 500GB - 14” LED HD - HDMI - Bluetooth - Webcam 1.3 HD - Base CoolerMaster Notepal Ergostand - Mouse X7 Oscar 750bk 3200dpi.

Sony Xperia L - Android 4.1.2