Autor Tópico: Falha ao inicializar o SAMBA (Resolvido)  (Lida 1726 vezes)

Offline certaassessoria

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 9
    • Ver perfil
Falha ao inicializar o SAMBA (Resolvido)
« Online: 23 de Outubro de 2017, 10:47 »
Bom dia,

Estou tendo dificuldades em solucionar um problema.
De uma hora para outra o SAMBA não inicializa mais, aparecendo a seguinte mensagem:
"Falhou ao iniciar servidores Samba : /etc/init.d/samba start || (/etc/init.d/nmbd start ; /etc/init.d/smbd start) falhou"
Já tentei desinstalar o pacote e reinstalar novamente mas o erro persiste.

Ubuntu Server 17.04, acessando pelo webmin
« Última modificação: 23 de Outubro de 2017, 16:33 por certaassessoria »

Offline zekkerj

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18.986
  • Gratidão gera gratidão, lamúria gera lamúria...
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #1 Online: 23 de Outubro de 2017, 11:04 »
Execute o comando "testparm" e cole o resultado aqui.
Pesquise antes de perguntar, sua dúvida pode já ter sido respondida.
Não respondo dúvidas por MP, coloque sua dúvida no fórum onde ela pode ser pesquisada pelos seus colegas!
Não venha ao fórum apenas para perguntar. Se você sabe a resposta de um problema, porque não ajudar seu colega? ;D

Offline certaassessoria

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 9
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #2 Online: 23 de Outubro de 2017, 11:42 »
Load smb config files from /etc/samba/smb.conf
rlimit_max: increasing rlimit_max (1024) to minimum Windows limit (16384)
WARNING: The "syslog" option is deprecated
WARNING: Ignoring invalid value 'share' for parameter 'security'
Error loading services.

Offline zekkerj

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18.986
  • Gratidão gera gratidão, lamúria gera lamúria...
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #3 Online: 23 de Outubro de 2017, 11:52 »
Só isso? Cadê as suas configurações?
Pesquise antes de perguntar, sua dúvida pode já ter sido respondida.
Não respondo dúvidas por MP, coloque sua dúvida no fórum onde ela pode ser pesquisada pelos seus colegas!
Não venha ao fórum apenas para perguntar. Se você sabe a resposta de um problema, porque não ajudar seu colega? ;D

Offline certaassessoria

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 9
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #4 Online: 23 de Outubro de 2017, 13:21 »
Rodei novamente o comando no terminal e apareceu somente isso.

Offline zekkerj

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18.986
  • Gratidão gera gratidão, lamúria gera lamúria...
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #5 Online: 23 de Outubro de 2017, 13:27 »
Mostra o conteúdo do arquivo "/etc/samba/smb.conf" então.
Pesquise antes de perguntar, sua dúvida pode já ter sido respondida.
Não respondo dúvidas por MP, coloque sua dúvida no fórum onde ela pode ser pesquisada pelos seus colegas!
Não venha ao fórum apenas para perguntar. Se você sabe a resposta de um problema, porque não ajudar seu colega? ;D

Offline certaassessoria

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 9
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #6 Online: 23 de Outubro de 2017, 13:29 »
#
# Sample configuration file for the Samba suite for Debian GNU/Linux.
#
#
# This is the main Samba configuration file. You should read the
# smb.conf(5) manual page in order to understand the options listed
# here. Samba has a huge number of configurable options most of which
# are not shown in this example
#
# Some options that are often worth tuning have been included as
# commented-out examples in this file.
#  - When such options are commented with ";", the proposed setting
#    differs from the default Samba behaviour
#  - When commented with "#", the proposed setting is the default
#    behaviour of Samba but the option is considered important
#    enough to be mentioned here
#
# NOTE: Whenever you modify this file you should run the command
# "testparm" to check that you have not made any basic syntactic
# errors.

#======================= Global Settings =======================

[global]
   pam password change = yes
   password server = 1234
   obey pam restrictions = yes
   server role = standalone server
   auto services = homes
   syslog = 0
   unix password sync = yes
   passdb backend = tdbsam
   panic action = /usr/share/samba/panic-action %d
   default = homes
   max log size = 1000
   netbios name = LINUX
   usershare allow guests = yes
   workgroup = CERTA
   os level = 20
   map to guest = bad user
   server string = %h server (Samba, Ubuntu)
   log file = /var/log/samba/log.%m
   wins support = true
   passwd chat = *Enter\snew\s*\spassword:* %n\n *Retype\snew\s*\spassword:* %n\n *password\supdated\ssuccessfully* .
   dns proxy = no
   security = share
   passwd program = /usr/bin/passwd %u

## Browsing/Identification ###

# Change this to the workgroup/NT-domain name your Samba server will part of

# server string is the equivalent of the NT Description field

# Windows Internet Name Serving Support Section:
# WINS Support - Tells the NMBD component of Samba to enable its WINS Server
#   wins support = no

# WINS Server - Tells the NMBD components of Samba to be a WINS Client
# Note: Samba can be either a WINS Server, or a WINS Client, but NOT both
;   wins server = w.x.y.z

# This will prevent nmbd to search for NetBIOS names through DNS.

#### Networking ####

# The specific set of interfaces / networks to bind to
# This can be either the interface name or an IP address/netmask;
# interface names are normally preferred
;   interfaces = 127.0.0.0/8 eth0

# Only bind to the named interfaces and/or networks; you must use the
# 'interfaces' option above to use this.
# It is recommended that you enable this feature if your Samba machine is
# not protected by a firewall or is a firewall itself.  However, this
# option cannot handle dynamic or non-broadcast interfaces correctly.
;   bind interfaces only = yes



#### Debugging/Accounting ####

# This tells Samba to use a separate log file for each machine
# that connects

# Cap the size of the individual log files (in KiB).

# If you want Samba to only log through syslog then set the following
# parameter to 'yes'.
#   syslog only = no

# We want Samba to log a minimum amount of information to syslog. Everything
# should go to /var/log/samba/log.{smbd,nmbd} instead. If you want to log
# through syslog you should set the following parameter to something higher.

# Do something sensible when Samba crashes: mail the admin a backtrace


####### Authentication #######

# Server role. Defines in which mode Samba will operate. Possible
# values are "standalone server", "member server", "classic primary
# domain controller", "classic backup domain controller", "active
# directory domain controller".
#
# Most people will want "standalone sever" or "member server".
# Running as "active directory domain controller" will require first
# running "samba-tool domain provision" to wipe databases and create a
# new domain.

# If you are using encrypted passwords, Samba will need to know what
# password database type you are using. 


# This boolean parameter controls whether Samba attempts to sync the Unix
# password with the SMB password when the encrypted SMB password in the
# passdb is changed.

# For Unix password sync to work on a Debian GNU/Linux system, the following
# parameters must be set (thanks to Ian Kahan <<kahan@informatik.tu-muenchen.de> for
# sending the correct chat script for the passwd program in Debian Sarge).

# This boolean controls whether PAM will be used for password changes
# when requested by an SMB client instead of the program listed in
# 'passwd program'. The default is 'no'.

# This option controls how unsuccessful authentication attempts are mapped
# to anonymous connections

########## Domains ###########

#
# The following settings only takes effect if 'server role = primary
# classic domain controller', 'server role = backup domain controller'
# or 'domain logons' is set
#

# It specifies the location of the user's
# profile directory from the client point of view) The following
# required a [profiles] share to be setup on the samba server (see
# below)
;   logon path = \\%N\profiles\%U
# Another common choice is storing the profile in the user's home directory
# (this is Samba's default)
#   logon path = \\%N\%U\profile

# The following setting only takes effect if 'domain logons' is set
# It specifies the location of a user's home directory (from the client
# point of view)
;   logon drive = H:
#   logon home = \\%N\%U

# The following setting only takes effect if 'domain logons' is set
# It specifies the script to run during logon. The script must be stored
# in the [netlogon] share
# NOTE: Must be store in 'DOS' file format convention
;   logon script = logon.cmd

# This allows Unix users to be created on the domain controller via the SAMR
# RPC pipe.  The example command creates a user account with a disabled Unix
# password; please adapt to your needs
; add user script = /usr/sbin/adduser --quiet --disabled-password --gecos "" %u

# This allows machine accounts to be created on the domain controller via the
# SAMR RPC pipe. 
# The following assumes a "machines" group exists on the system
; add machine script  = /usr/sbin/useradd -g machines -c "%u machine account" -d /var/lib/samba -s /bin/false %u

# This allows Unix groups to be created on the domain controller via the SAMR
# RPC pipe. 
; add group script = /usr/sbin/addgroup --force-badname %g

############ Misc ############

# Using the following line enables you to customise your configuration
# on a per machine basis. The %m gets replaced with the netbios name
# of the machine that is connecting
;   include = /home/samba/etc/smb.conf.%m

# Some defaults for winbind (make sure you're not using the ranges
# for something else.)
;   idmap uid = 10000-20000
;   idmap gid = 10000-20000
;   template shell = /bin/bash

# Setup usershare options to enable non-root users to share folders
# with the net usershare command.

# Maximum number of usershare. 0 (default) means that usershare is disabled.
;   usershare max shares = 100

# Allow users who've been granted usershare privileges to create
# public shares, not just authenticated ones

#======================= Share Definitions =======================

# Un-comment the following (and tweak the other settings below to suit)
# to enable the default home directory shares. This will share each
# user's home directory as \\server\username
;[homes]
;   comment = Home Directories
;   browseable = no

# By default, the home directories are exported read-only. Change the
# next parameter to 'no' if you want to be able to write to them.
;   read only = yes

# File creation mask is set to 0700 for security reasons. If you want to
# create files with group=rw permissions, set next parameter to 0775.
;   create mask = 0700

# Directory creation mask is set to 0700 for security reasons. If you want to
# create dirs. with group=rw permissions, set next parameter to 0775.
;   directory mask = 0700

# By default, \\server\username shares can be connected to by anyone
# with access to the samba server.
# Un-comment the following parameter to make sure that only "username"
# can connect to \\server\username
# This might need tweaking when using external authentication schemes
;   valid users = %S

# Un-comment the following and create the netlogon directory for Domain Logons
# (you need to configure Samba to act as a domain controller too.)
;[netlogon]
;   comment = Network Logon Service
;   path = /home/samba/netlogon
;   guest ok = yes
;   read only = yes

# Un-comment the following and create the profiles directory to store
# users profiles (see the "logon path" option above)
# (you need to configure Samba to act as a domain controller too.)
# The path below should be writable by all users so that their
# profile directory may be created the first time they log on
;[profiles]
;   comment = Users profiles
;   path = /home/samba/profiles
;   guest ok = no
;   browseable = no
;   create mask = 0600
;   directory mask = 0700

[printers]
   comment = All Printers
   browseable = no
   path = /var/spool/samba
   printable = yes
   guest ok = no
   read only = yes
   create mask = 0700

# Windows clients look for this share name as a source of downloadable
# printer drivers
[print$]
   comment = Printer Drivers
   path = /var/lib/samba/printers
   browseable = yes
   read only = yes
   guest ok = no
# Uncomment to allow remote administration of Windows print drivers.
# You may need to replace 'lpadmin' with the name of the group your
# admin users are members of.
# Please note that you also need to set appropriate Unix permissions
# to the drivers directory for these users to have write rights in it
;   write list = root, @lpadmin


[homes]
   path = /home
   public = yes

Offline zekkerj

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18.986
  • Gratidão gera gratidão, lamúria gera lamúria...
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #7 Online: 23 de Outubro de 2017, 13:39 »
Citar
security = share
Pq vc está fazendo isso? Isso não funciona, a menos que você tenha máquinas Windows 95 ou 98.
Pesquise antes de perguntar, sua dúvida pode já ter sido respondida.
Não respondo dúvidas por MP, coloque sua dúvida no fórum onde ela pode ser pesquisada pelos seus colegas!
Não venha ao fórum apenas para perguntar. Se você sabe a resposta de um problema, porque não ajudar seu colega? ;D

Offline certaassessoria

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 9
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #8 Online: 23 de Outubro de 2017, 13:46 »
Não mexi em nenhuma configuração, não tenho muito conhecimento.
Fiz a implantação por conta, estudando nos fóruns e afins.

Offline zekkerj

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18.986
  • Gratidão gera gratidão, lamúria gera lamúria...
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #9 Online: 23 de Outubro de 2017, 15:27 »
Mexeu sim. Essa configuração não é padrão. Pode ser até a origem do problema, visto que é muito, muito antiga, e é contra-recomendada há muito, muito tempo.
Pesquise antes de perguntar, sua dúvida pode já ter sido respondida.
Não respondo dúvidas por MP, coloque sua dúvida no fórum onde ela pode ser pesquisada pelos seus colegas!
Não venha ao fórum apenas para perguntar. Se você sabe a resposta de um problema, porque não ajudar seu colega? ;D

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #10 Online: 23 de Outubro de 2017, 15:28 »
Rodei novamente o comando no terminal e apareceu somente isso.

Apenas um esclarecimento, no final precisa dar um <enter>

Citar
user@hal9000-ubuntu1704:~$ testparm
Load smb config files from /etc/samba/smb.conf
rlimit_max: increasing rlimit_max (1024) to minimum Windows limit (16384)
WARNING: The "syslog" option is deprecated
Processing section "[printers]"
Processing section "[print$]"
Loaded services file OK.
WARNING: The 'netbios name' is too long (max. 15 chars).

Server role: ROLE_STANDALONE

Press enter to see a dump of your service definitions

Mas é apenas para esclarecer, agora não precisa mais, já que copiou o conf para cá.
« Última modificação: 23 de Outubro de 2017, 15:54 por druidaobelix »
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline certaassessoria

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 9
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #11 Online: 23 de Outubro de 2017, 15:37 »
Mexeu sim. Essa configuração não é padrão. Pode ser até a origem do problema, visto que é muito, muito antiga, e é contra-recomendada há muito, muito tempo.

Poderia me passar qual seria a configuração correta então?

Offline zekkerj

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18.986
  • Gratidão gera gratidão, lamúria gera lamúria...
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #12 Online: 23 de Outubro de 2017, 15:41 »
"security = user". Ou não colocar nada, a menos que vc pretenda que seu samba trabalhe como DC, ou ainda ligado a um DC.

Inclusive, olhando agora, um dos avisos deu conta justamente que essa configuração está sendo ignorada, não vai mais funcionar. Já vai tarde.

De volta ao assunto... retire a linha "syslog = 0" e coloque no lugar dela as linhas

logging = syslog
log level = 3


Depois, tente novamente iniciar o Samba. Vai continuar falhando, mas agora vai registrar alguma coisa que vc vai poder acompanhar com o comando "sudo journalctl -xe", ou com o comando "sudo service samba status".
« Última modificação: 23 de Outubro de 2017, 15:43 por zekkerj »
Pesquise antes de perguntar, sua dúvida pode já ter sido respondida.
Não respondo dúvidas por MP, coloque sua dúvida no fórum onde ela pode ser pesquisada pelos seus colegas!
Não venha ao fórum apenas para perguntar. Se você sabe a resposta de um problema, porque não ajudar seu colega? ;D

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #13 Online: 23 de Outubro de 2017, 16:11 »
Ubuntu Server 17.04, acessando pelo webmin

Veja só, @certaassessoria,

Um pequeno adendo que pode ser útil no planejamento da instalação, se o que tem aí é um trabalho real, e num outro post seu deu a impressão que sim ("Preciso que o banco de dados usado pela empresa..."), então usar a versão 17.04 não é apropriado, principalmente em se tratando de um server.

Na escolha de qual versão instalar se deve levar em conta que:

A versão 17.04 é uma versão transitória, não é algo para usar em produção real.
Em produção se usa versão LTS, Long Term Support, cujo prazo do suporte é de 5 anos.

As LTS atuais são as versões 14.04 e 16.04.

Versões transitórias extinguem-se em apenas 9 meses, é só confusão, é apenas experimento.

O que funciona bem é aproveitado numa próxima versão LTS, o que não funciona é descartado, é assim que funciona.

Isso na essência significa que **não** se deve usar uma versão transitória para assuntos sérios e instalações de produção no dia a dia de trabalho, sendo mais adequado optar sempre por versões LTS.

Na identificação numérica das versões os dois primeiros números referem-se ao ano, os dois últimos ao mês, assim, 14.04 é lançamento de abril de 2014, e então 16.04 é lançamento em abril de 2016 e assim por diante. O terceiro e último número, quando existe, refere-se ao release (14.04.5 ou 16.04.3).

Versões LTS são suportadas por 5 anos, versões  chamadas Regular (=Provisória) são suportadas por 9 meses.

Para entender melhor o calendário geral de validade e suporte de todas as versões

Ubuntu releases calendar

https://wiki.ubuntu.com/Releases

Complementarmente também esse:

https://wiki.ubuntu.com/LTS

Mais especificamente aqui:

https://www.ubuntu.com/info/release-end-of-life

www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline certaassessoria

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 9
    • Ver perfil
Re:Falha ao inicializar o SAMBA
« Resposta #14 Online: 23 de Outubro de 2017, 16:29 »
Ubuntu Server 17.04, acessando pelo webmin

Veja só, @certaassessoria,

Um pequeno adendo que pode ser útil no planejamento da instalação, se o que tem aí é um trabalho real, e num outro post seu deu a impressão que sim ("Preciso que o banco de dados usado pela empresa..."), então usar a versão 17.04 não é apropriado, principalmente em se tratando de um server.

Na escolha de qual versão instalar se deve levar em conta que:

A versão 17.04 é uma versão transitória, não é algo para usar em produção real.
Em produção se usa versão LTS, Long Term Support, cujo prazo do suporte é de 5 anos.

As LTS atuais são as versões 14.04 e 16.04.

Versões transitórias extinguem-se em apenas 9 meses, é só confusão, é apenas experimento.

O que funciona bem é aproveitado numa próxima versão LTS, o que não funciona é descartado, é assim que funciona.

Isso na essência significa que **não** se deve usar uma versão transitória para assuntos sérios e instalações de produção no dia a dia de trabalho, sendo mais adequado optar sempre por versões LTS.

Na identificação numérica das versões os dois primeiros números referem-se ao ano, os dois últimos ao mês, assim, 14.04 é lançamento de abril de 2014, e então 16.04 é lançamento em abril de 2016 e assim por diante. O terceiro e último número, quando existe, refere-se ao release (14.04.5 ou 16.04.3).

Versões LTS são suportadas por 5 anos, versões  chamadas Regular (=Provisória) são suportadas por 9 meses.

Para entender melhor o calendário geral de validade e suporte de todas as versões

Ubuntu releases calendar

https://wiki.ubuntu.com/Releases

Complementarmente também esse:

https://wiki.ubuntu.com/LTS

Mais especificamente aqui:

https://www.ubuntu.com/info/release-end-of-life

Correto, não sabia deste detalhe, tem alguma forma de fazer dowgrade.