Autor Tópico: Salvando preferencias sem confirmar senha.  (Lida 912 vezes)

Offline Eduardof

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 77
  • Usuario Linux
    • Ver perfil
    • Poemas e Pensamentos
Salvando preferencias sem confirmar senha.
« Online: 17 de Junho de 2010, 15:30 »
Bom galera, aconteceu aqui comigo e gostaria de saber se vocês também estão com esse erro.
É uma coisa besta, mas sei lá, não testei em mais locais.

Ontem fui mudar o tempo para o monitor dormir quando o notebook esta na bateria, estava marcado com 1 minuto então mudei para 5 minutos e cliquei em tornar padrão.

Fiz o seguinte caminho.

Sistema > Preferencias > Proteção de Tela > Gerenciamento de energia > Torna padrão então normalmente aparece a janela para de autenticação. A janela da senha abriu porem não carregou completamente, parecia travada. Como demorou, cliquei na ferramenta Fechar forçado que esta no painel de baixo onde coloquei, e cliquei na tela de autenticação. Apos clicar ele abre a tela de confirmação se realmente quer fechar forçado ou cancelar, cliquei novamente em fechar forçado. Apos ocorrer isso achei que ele iria cancelar as mudanças que fiz, mas não foi isso o que aconteceu, em vez de cancelar ele armazenou as mudanças sem eu confirmar a senha.

Feche todas as telas e fui novamente em:
Sistema > Preferencias > Proteção de Tela > Gerenciamento de energia > 1 hora apenas para testar e quando cliquei em Torna padrão
não ocorreu, parecia que o não funcionasse, como se não levasse a local nenhum. Apos reiniciar ele ainda manteve as mudanças que fiz se a senha, mas o botão voltou a funcionar. Fiz novamente o mesmo procedimento para ver se realmente não foi por acaso ou se eu tinha achado qu ocorreu um erro e para a minha surpresa, mesmo aparecendo o local para digitar a senha, não digitei, usei a ferramenta, fechar forçado e mandei finalizar, ficou novamente salvo.

É possível alguém mais testar para ver se é um bug ou se fui eu que mudei alguma coisa permitindo isso?

PS: Não sei se ficou no local certo o post.
« Última modificação: 26 de Maio de 2012, 17:06 por Eduardof »
“Assim que nascemos, choramos por nos vermos neste imenso palco de loucos” (William Shakespeare)