Autor Tópico: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu  (Lida 22975 vezes)

Offline alissista

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18
    • Ver perfil
É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Online: 05 de Maio de 2012, 04:15 »
Eu acho relativamente difícil de se adaptar ao Ubuntu depois de usar outro sistema operacional desde criança. A primeira vez que eu instalei e usei o Ubuntu foi na versão 11.04. Estava achando tudo fácil, até que precisei instalar um programa que não constava na lista de programas da central de programas. Aqueles códigos, terminal, linhas de comando e pesquisas em fóruns me fez sentir saudades do bom e velho "Next - Next". Outra coisa muito constante no Ubuntu são as mensagens de erro inexplicáveis que não te reportam a real situação. Tentei instalar um driver proprietário, mas sempre aparece uma mensagem de erro dizendo para eu dar uma olhada em um determinado diretório, mas na mensagem não diz qual foi o erro, tão pouco diz que opções eu tenho e que ações eu posso tomar para corrigir o erro, só diz que tem um erro e pronto (o Windows só falta desenhar pra você em situações assim). Os programas equivalentes do Ubuntu não tem a mesma qualidade dos programas originais, é uma luta achar um programa completo para fazer determinados trabalhos, como edição de fotos e vídeos, por exemplo. Enfim, é esta impressão que talvez todo novato tenha no primeiro contato com o sistema.

Offline Turritopsis nutricula

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 102
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #1 Online: 05 de Maio de 2012, 06:53 »
Não é só o Windows que faz isso facilmente. O Mac OSX também.
Mas se você quer usar Ubuntu tem que realmente se acostumar com as mudanças. Ninguém disse que o Gnu/Linux é fácil.
« Última modificação: 05 de Maio de 2012, 12:30 por Turritopsis nutricula »

Offline Ioca100

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.848
  • Rio,Brasil
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #2 Online: 05 de Maio de 2012, 08:18 »
Tudo na vida é o costume e persistência naquilo em que a gente acredita, mas as instalações de programas, tem umas chatinhas mesmo, dê preferência aos arquivos .deb, existe um programa (alien) que converte tudo para .deb, depois, dá uma estudada nisso também: http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,24521.0.html
Boa sorte e siga em frente no uso do Ubuntu, mas se tiver programas proprietários que não rodem no Linux, use Windows numa máquina virtual ou dual boot.
« Última modificação: 05 de Maio de 2012, 08:27 por Ioca100 »
Usuário Linux- 449417

Offline garfo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.023
  • Keep easy and simple.
    • Ver perfil
    • linux
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #3 Online: 05 de Maio de 2012, 08:38 »
Citar
Aqueles códigos, terminal, linhas de comando e pesquisas em fóruns me fez sentir saudades do bom e velho "Next - Next".

Eu pessoalmente acho o "next-next-finish" mais prático pra um usuário novato do que o instalador do pacote deb ou a Central de Programas (que é muito bugada e pesada).

Mas, enfim, é o que você disse mesmo, as pessoas normais (usuários normais) têm curiosidade pelo Ubuntu, instalam, e pensam que tudo vai ser maravilhoso. E até é, enquanto não precisarem daquele programa que só existe no Windows ou ocorrer aquele erro de dependências maluco. É aí que elas voltam rapidinho pro Windows. Mas pra não se sentirem "infeorizadas" (porque hoje em dia, principalmente no mundo TI, quem usa só Windows é considerado inferior, menos inteligente, etc., é, eu sei, pura babaquice, mas tem uns que acreditam nisso), instalam um ubuntuzinho lá em dual-boot, só pra dizer que tem/usa linux. Mas na verdade o Windows é o padrão pra tudo e pra todos, não só na vida dessa pessoa, mas no mundo todo. Olha por exemplo o lançamento do ubuntu 12.04: algum jornal de importância nacional ou mundial noticiou o evento? Só vi sites entusiastas de linux e ubuntu noticiando e fazendo matérias sobre, o resto do mundo cagou e andou pro lançamento. Se fosse o Windows...

Enfim, é bom tirar o fanatismo e a empolgação de lado e olhar isso tudo com os olhos de um usuário novato no sistema, e ver que as coisas não são assim tão "cor-de-rosa" como imaginam.
Garfo -  linux
"Pra quê complicar? Facilidade e simplicidade é tudo!"

eliseu_carvalho

  • Visitante
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #4 Online: 05 de Maio de 2012, 10:40 »
Verdade seja dita: quem se propõe a usar qualquer sistema Linux (e não apenas o Ubuntu) tem que ter a consciência de que se trata de uma plataforma diferente, com uma curva de aprendizado muito maior. As "decepções" com o Linux acontecem para aqueles que o instalam achando que é um "Windows de graça", o que não é verdade, pois são sistemas completamente distintos.
A primeira vez que eu usei um Linux na vida foi na época do lançamento do Conectiva 3 (vejam só... 1999). Claro que, naquela época, não havia muito o que fazer, pois boa parte dos programas tinha que ser compilada. Não haviam repositórios, PPAs, DEBs, RPMs etc. Hoje em dia eu considero a adaptação ao Linux muito mais tranquila em função de ter, ao longo dos anos, se tornado relativamente mais fácil - claro que ainda tem certas dificuldades, o que é natural (eu mesmo não superei todas ainda, sendo que uso Ubuntu desde o 8.04), mas é preciso ser persistente e ir atrás da solução para os problemas que porventura aconteçam, e não simplesmente desistir na primeira barreira.
Sabe aquele ditado "água mole em pedra dura tanto bate até que fura"? É nessas horas em que ele é mais válido do que nunca.

Creto

  • Visitante
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #5 Online: 05 de Maio de 2012, 11:33 »
Citar
Aqueles códigos, terminal, linhas de comando e pesquisas em fóruns me fez sentir saudades do bom e velho "Next - Next".

Eu pessoalmente acho o "next-next-finish" mais prático pra um usuário novato do que o instalador do pacote deb ou a Central de Programas (que é muito bugada e pesada).

Mas, enfim, é o que você disse mesmo, as pessoas normais (usuários normais) têm curiosidade pelo Ubuntu, instalam, e pensam que tudo vai ser maravilhoso. E até é, enquanto não precisarem daquele programa que só existe no Windows¹ ou ocorrer aquele erro de dependências maluco. É aí que elas voltam rapidinho pro Windows². Mas pra não se sentirem "infeorizadas" (porque hoje em dia, principalmente no mundo TI, quem usa só Windows³ é considerado inferior, menos inteligente, etc., é, eu sei, pura babaquice, mas tem uns que acreditam nisso), instalam um ubuntuzinho lá em dual-boot, só pra dizer que tem/usa linux. Mas na verdade o Windows4 é o padrão pra tudo e pra todos, não só na vida dessa pessoa, mas no mundo todo. Olha por exemplo o lançamento do ubuntu 12.04: algum jornal de importância nacional ou mundial noticiou o evento? Só vi sites entusiastas de linux e ubuntu noticiando e fazendo matérias sobre, o resto do mundo cagou e andou pro lançamento. Se fosse o Windows5...

Enfim, é bom tirar o fanatismo e a empolgação de lado e olhar isso tudo com os olhos de um usuário novato no sistema, e ver que as coisas não são assim tão "cor-de-rosa" como imaginam.
Olá,

Rapaz você conferiu quantas vezes faz apologias ao (desculpe-me hein!) (R)Wuínas??

Acho que se não é para recomendar o ubuntu, não recomendar o Rwuínas pelo menos aqui né?

T+

Offline cygnusx-1

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 570
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #6 Online: 05 de Maio de 2012, 12:08 »
A instalação de programas realmente não é mto boa. Se eu quiser algum q não esteja nos repositórios e não houver ppa ou pacote deb, é preciso fazer uma ginástica pra instalar. E se eu quiser usar uma versão nova que não está nos repositórios, não tem ppa nem pacote deb, é a mesma coisa.
Mas eu já passei e passo por problemas no janelas para os quais também não acho solução, acho q todo o sistema tem disso.

Offline selvaking

  • Equipe Ubuntu
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 1.162
  • Parque Anchieta - Rio de Janeiro - RJ
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #7 Online: 05 de Maio de 2012, 15:21 »
Eu acho relativamente difícil de se adaptar ao Ubuntu depois de usar outro sistema operacional desde criança.
É realmente difícil, mas não impossível. Se vc ficar cego hoje. O que vc vai fazer? Se matar? PQ enxergava desde pequenininho e agora não enxerga mais. Readaptar é a palavra. Começar do zero. Reaprender de outro jeito.

A primeira vez que eu instalei e usei o Ubuntu foi na versão 11.04. Estava achando tudo fácil, até que precisei instalar um programa que não constava na lista de programas da central de programas. Aqueles códigos, terminal, linhas de comando e pesquisas em fóruns me fez sentir saudades do bom e velho "Next - Next".
Pois é. É só voltar pra ele. PQ começaste a usar ubuntu? Estava brincando de "sou cego"?
O pior é que esta falta de vontade, esta inércia, acontece sem nos darmos conta. Já tem um monte de gente curtindo seu tablet e todos eles com um sistema operacional diferente do Windows. Sem contar os milhões de celulares e seus SO. Trocamos de celular e começamos do zero.

Outra coisa muito constante no Ubuntu são as mensagens de erro inexplicáveis que não te reportam a real situação. Tentei instalar um driver proprietário, mas sempre aparece uma mensagem de erro dizendo para eu dar uma olhada em um determinado diretório, mas na mensagem não diz qual foi o erro, tão pouco diz que opções eu tenho e que ações eu posso tomar para corrigir o erro, só diz que tem um erro e pronto (o Windows só falta desenhar pra você em situações assim).

Esta mentira funciona pra quem nunca usou o Windows. Vc encontra problemas do mesmo quilate nos dois sistemas.

Os programas equivalentes do Ubuntu não tem a mesma qualidade dos programas originais, é uma luta achar um programa completo para fazer determinados trabalhos, como edição de fotos e vídeos, por exemplo. Enfim, é esta impressão que talvez todo novato tenha no primeiro contato com o sistema.
OS programas que vc encontra no ubuntu não são "cópias" de nenhum "original". Lembre-se que o Editor de imagem do Windows é o "Paint" que é o mesmo desde o Windows 3.1. Se vc instala o photoshop ou Corel Draw. São empresas distintas da microsoft que trabalham só com edição gráfica.
Se vc não usar de pirataria. vc já tá pagando um sistema operacional e um editor de imagem, mas ainda falta a edição de vídeo.
O que está realmente em foco ao se usar ubuntu é: Deixar de ser pirata ou continuar a ser pirata.
Se vc tem cacife pra usar Windows. Parabéns!!!
Agora se vc não tem este dinheiro e usa de pirataria. Isto é crime!
Linux não é só "next, next, finish"
Tem toda uma alavanca moral.
Tem que começar da estaca zero e quando sentir falta do outro, se consolar com a frase: "Não tenho dinheiro pra bancar a gang do Bill Gates, por isto, tenho que aprender a me virar com o que tenho e até melhorar o que tenho"
Esta é a verdadeira filosofia por trás do linux.

Eu pessoalmente acho o "next-next-finish" mais prático pra um usuário novato do que o instalador do pacote deb ou a Central de Programas (que é muito bugada e pesada).

Discordo da sua afirmação. Nunca vi nada mais poderoso do que apt-get

Mas, enfim, é o que você disse mesmo, as pessoas normais (usuários normais) têm curiosidade pelo Ubuntu, instalam, e pensam que tudo vai ser maravilhoso. E até é, enquanto não precisarem daquele programa que só existe no Windows ou ocorrer aquele erro de dependências maluco. É aí que elas voltam rapidinho pro Windows. Mas pra não se sentirem "infeorizadas" (porque hoje em dia, principalmente no mundo TI, quem usa só Windows é considerado inferior, menos inteligente, etc., é, eu sei, pura babaquice, mas tem uns que acreditam nisso), instalam um ubuntuzinho lá em dual-boot, só pra dizer que tem/usa linux. Mas na verdade o Windows é o padrão pra tudo e pra todos, não só na vida dessa pessoa, mas no mundo todo.
Eu me considero um usuário normal. Não uso mais Windows desde a versão "vista".
E a recomendação que dou pra um usuário Windows é que se ele tem dinheiro suficiente pra bancar a plataforma ou não tem crise de consciência em ser pirata. Não experimente linux em hipótese alguma. vc vai detestar.
Hoje em dia no mundo TI o que tá acontecendo é: Pagar bem ao profissional que consegue diminuir o custo com as licenças de software e aplicativos.
Este custo é altíssimo pra uma empresa com um parque computacional superior a 100 micros.
O windows nunca foi padrão em Servidores. vc tem software melhores e de graça pra este fim. A empresa que compra uma licença server pra um profissional que só sabe Windows administrar é burra. Tá jogando dinheiro no lixo.

Olha por exemplo o lançamento do ubuntu 12.04: algum jornal de importância nacional ou mundial noticiou o evento? Só vi sites entusiastas de linux e ubuntu noticiando e fazendo matérias sobre, o resto do mundo cagou e andou pro lançamento. Se fosse o Windows...

Se fosse o Windows, certamente iria se gastar com markentig, Bill Gates alugaria um centro de convenção e demonstraria Pq o novo sistema dele é melhor que o anterior e pq todos devem fazer o upgrade. Ele estaria rezando pra este novo sistema deles não travar na apresentação. Isto já aconteceu uma vez. Milhares de individuos robotizados dormiriam a porta da loja pra comprar o seu último SO do janelas.

Enfim, é bom tirar o fanatismo e a empolgação de lado e olhar isso tudo com os olhos de um usuário novato no sistema, e ver que as coisas não são assim tão "cor-de-rosa" como imaginam.

Por isto não recomendo linux para novatos. Recomendo pra usuários Windows avançados que ficam indignados com as pobres ferramentas que o sistema oferece.

Verdade seja dita: quem se propõe a usar qualquer sistema Linux (e não apenas o Ubuntu) tem que ter a consciência de que se trata de uma plataforma diferente, com uma curva de aprendizado muito maior. As "decepções" com o Linux acontecem para aqueles que o instalam achando que é um "Windows de graça", o que não é verdade, pois são sistemas completamente distintos.
Tem gente que acha até que é um aplicativo Windows!!!!
O WUBI facilitou demais. Eu preferia que continuasse tendo de formatar todo o HD. Assim iria afastar novatos indesejaveis.

A primeira vez que eu usei um Linux na vida foi na época do lançamento do Conectiva 3 (vejam só... 1999). Claro que, naquela época, não havia muito o que fazer, pois boa parte dos programas tinha que ser compilada. Não haviam repositórios, PPAs, DEBs, RPMs etc. Hoje em dia eu considero a adaptação ao Linux muito mais tranquila em função de ter, ao longo dos anos, se tornado relativamente mais fácil - claro que ainda tem certas dificuldades, o que é natural (eu mesmo não superei todas ainda, sendo que uso Ubuntu desde o 8.04), mas é preciso ser persistente e ir atrás da solução para os problemas que porventura aconteçam, e não simplesmente desistir na primeira barreira.
Sabe aquele ditado "água mole em pedra dura tanto bate até que fura"? É nessas horas em que ele é mais válido do que nunca.

Pow! começamos juntos camarada. tbm usei Conectiva Red Hat Linux Marumbi 2.0 (Maio de 1998).
Agradeço a Conectiva pelo meu aprendizado.
Aqueles CD que vinham nas revistas eram dez.

A instalação de programas realmente não é mto boa. Se eu quiser algum q não esteja nos repositórios e não houver ppa ou pacote deb, é preciso fazer uma ginástica pra instalar. E se eu quiser usar uma versão nova que não está nos repositórios, não tem ppa nem pacote deb, é a mesma coisa.
Mas eu já passei e passo por problemas no janelas para os quais também não acho solução, acho q todo o sistema tem disso.

Realmente pra quem não sabe, Se não encontra o programa no repositório, fica muito difícil, mas nada impossível.
Ainda bem que vc não esqueceu que no janelas os problemas de instalação tbm existe.
Uma coisa que sempre detestei e nunca mais fiz foi. Ter de reinstalar tudo novamente.
Reinstalar tudo novamente no Windows é um final de semana perdido.
Eu adoro meus fins de semana!
Dê-me um computador com o Tux que movo o mundo!

Linux User #323049

Offline rjbgbo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3.889
  • Xubuntu 18.04LTS
    • Ver perfil
    • Twitter
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #8 Online: 05 de Maio de 2012, 15:30 »
+1 pro selvaking
Linux User #440843 | Ubuntu User #11469

Offline Ioca100

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.848
  • Rio,Brasil
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #9 Online: 05 de Maio de 2012, 16:10 »
off-  selvaking, tenho um sobrinho que está na equipe de TI do Exército no Rio, tá fazendo curso de rede e tudo, parabéns mais uma vez às nossas Forças Armadas.

Citação de: garfo em Hoje às 08:38
Olha por exemplo o lançamento do ubuntu 12.04: algum jornal de importância nacional ou mundial noticiou o evento? Só vi sites entusiastas de linux e ubuntu noticiando e fazendo matérias sobre, o resto do mundo cagou e andou pro lançamento. Se fosse o Windows...
Veja:  http://www.omgubuntu.co.uk/2012/05/bbc-feature-ubuntu/

Fique impressionado como está fácil instalar o IE 8 : http://www.ubuntudicas.com.br/blog/2012/05/ie8-no-ubuntu-usando-o-wine/
Só que no meu não abriu com o comando, tiver que navegar até o executável.

Outra coisa, uso o Ubuntu desde o 6.06 sempre atualizei, mas estou com pena de sair do 11.10, está todo acertado, hehehe.
Usuário Linux- 449417

Offline Henrique1977

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 236
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #10 Online: 05 de Maio de 2012, 16:31 »
Eu pessoalmente acho o "next-next-finish" mais prático pra um usuário novato do que o instalador do pacote deb ou a Central de Programas (que é muito bugada e pesada).
Garfo,  discordo  de  ti.  Não  considero  o  next-next-finish  tão  mais  prático,  não.  Considero  essa  forma  de  instalação  aqui  do  Ubuntu  e  do  linux  em  geral  bem  mais  fácil  do  que  essa  do  windows.  E  além  do  mais  para  instalar,  pôr  exemplo,  uns  5  programas  de  uma  só  vez  é  mais  fácil  no  linux  do  que  no  windows.
No  linux  basta  dar:  sudo  apt-get install  vlc  banshee  midori chromium gparted,  e  depois  dar  enter,  digitar  a  senha,  que  ele  baixa  e  instala  sozinho.  Tente  fazer  o  mesmo  no  windows.  Tu  terás  que  ir  instalando  um  de  cada  vez.

Eu acho relativamente difícil de se adaptar ao Ubuntu depois de usar outro sistema operacional desde criança. A primeira vez que eu instalei e usei o Ubuntu foi na versão 11.04. Aqueles códigos, terminal, linhas de comando e pesquisas em fóruns me fez sentir saudades do bom e velho "Next - Next".
Alissista,  eu  usei  o  windows  desde  o  3.1  até  o  seven,  desde  1994  até  o  ano  passado  eu  usei  o  windows.  E  sem  contar  que  antes  de  migrar  de  vez  para  o  linux,  usei  o  Ubuntu  numa  máquina  virtual  e  na  primeira  vez  que  o  usei  não  o  achei  nada  difícil.  Depois,  a  partir  do  dia  20  de  Julho  do  ano  passado  só  usei  oi  linux  no  computador.  Nunca tive  desde  o   começo  dificuldades  em  usar  o  Ubuntu.  Para  mim  foi  bem  fácil  a  adaptação.  Entendo  que  tal  experiência  pode  variar  de  pessoa  para  pessoa.
Para  mim  é  bem  mais  fácil  instalar  programas  pela  Central  de  Programas,  pelo  synaptic  e  pelo  Terminal.  Considero  bem  mais  fácil  do  que  aquele  next-next-finish,  que  na  minha  opinião  é  bem  mais  trabalhoso. 
Bom,  essa  é  a  minha  opinião.

Atenciosamente,  Henrique1977.
"O Estado não é a solução, é o problema.  Ronald Reagan"
Você  que  é  iniciante  não  esqueça  de  ler  isso:  http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,90314.0.html

Offline Ernesto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 96
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #11 Online: 06 de Maio de 2012, 18:40 »
Sobre o next, next .... finish, existe um porém, alguns programas instalam um monte de tollbars e algumas inutilidades, algumas instalações até alteram a sua página inicial do navegador e não deixa mais mudá-lo. Outros permitem personalizar manualmente, agora para um leigo, simplesmente ele irá ignorar e instalar no modo next e finish.
Sobre programas do linux não ter pacotes .deb e tiver que compilar aí é meio complicado mesmo tendo que usar o terminal e compilar manualmente.
Instalar programas no windows .exe, .cab, .msi não é assim tão fácil pro iniciante, imagina então se for apenas código fonte ou programa sem instalador e e ter que colocar no C:\Arquivos de Programas\Wink>???.exe e criar um link pro menu iniciar e um pro desktop.
Enfim, nos 2 sistemas sempre vai existir algum entrave.

Offline abdo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 345
  • Vasco / O Sentimento não para - Ilha do Governador
    • Ver perfil
    • Guia Ilha do Governador
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #12 Online: 06 de Maio de 2012, 19:13 »
Quanto ao next next finish do windows, quero ver fazer uma instalação limpa dele e uma do Lubuntu e depois de instalados os SOs vamos instalar:

- um editor de imagens
- um editor de desenho vetorial
- uma suite de escritório
- um web browser diferente do padrão do SO
- um joguinho de gamão ou xadrez
- um editor de texto mais poderoso do que o padrão da distro
- um visualizador de PDFs
- um cliente de e-mail
- um player

Pronto temos um pc básico com programas que atenderão a maioria dos usuários básicos
Vamos lá no windowns
1- procurar cada programa no site do distribuidor ou procurar no meio de milhares de opções dos baixaki da vida
2- fazer o download de cada um dos programas
3- instalar um a um com os famosos next next finish

No lubuntu
- abrimos a central de programas, digitamos o nome do programa e selecionamos ele para a cesta de aplicativos
- com todos eles selecionados mandamos instalar

tomamos uma cerveja gelada enquanto o pc trabalha

realmente muito complicado

abcs
abdo

PS: Convenhamos, quem precisa de muito mais do que isso em matéria de programas não é um noob em informatica

« Última modificação: 06 de Maio de 2012, 19:15 por abdo »
Digo não a pirataria. Uso Linux
linuxuser #535930 | ubuntuuser #33887
http://s19.postimage.org/ys9n31xib/userbar.png

Offline Wagnesio

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 53
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #13 Online: 06 de Maio de 2012, 19:42 »
Quanto ao next next finish do windows, quero ver fazer uma instalação limpa dele e uma do Lubuntu e depois de instalados os SOs vamos instalar:

- um editor de imagens
- um editor de desenho vetorial
- uma suite de escritório
- um web browser diferente do padrão do SO
- um joguinho de gamão ou xadrez
- um editor de texto mais poderoso do que o padrão da distro
- um visualizador de PDFs
- um cliente de e-mail
- um player

Pronto temos um pc básico com programas que atenderão a maioria dos usuários básicos
Vamos lá no windowns
1- procurar cada programa no site do distribuidor ou procurar no meio de milhares de opções dos baixaki da vida
2- fazer o download de cada um dos programas
3- instalar um a um com os famosos next next finish

No lubuntu
- abrimos a central de programas, digitamos o nome do programa e selecionamos ele para a cesta de aplicativos
- com todos eles selecionados mandamos instalar

tomamos uma cerveja gelada enquanto o pc trabalha

realmente muito complicado

abcs
abdo

PS: Convenhamos, quem precisa de muito mais do que isso em matéria de programas não é um noob em informatica



Com o detalhe de que o Ubuntu já vem com a suite de escritorio, o visualizador de PDFs e o cliente de e-mail
Ubuntu 12.10
Atom N270 1.6GHz - 1 GB RAM - 120 GB HD

Offline alissista

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 18
    • Ver perfil
Re: É muito difícil de se adaptar ao Ubuntu
« Resposta #14 Online: 06 de Maio de 2012, 21:32 »
Sem dúvidas que instalar um programa pela central de programas é muito mais fácil do que o "Next - Next", tanto que talvez por isso a Microsoft tenha criado a Windows Store, que concentrará obrigatoriamente todos os programas feitos para a próxima versão do sistema, nos mesmo moldes do Ubuntu. Só que eu me refiro aos programas não constantes na central, pois são estes que fazem muitos dos usuários iniciantes a procurar fóruns como este aqui. No sistema da Microsoft só existe uma única maneira de instalar programas, isso poderia facilitar a vida de muita gente se fosse assim também no Ubuntu.